Descrição de chapéu Governo Trump

Estado-pêndulo, Flórida escolhe republicanos para Senado e governo

Atual governador, Rick Scott derrota democrata Bill Nelson, há 18 anos no cargo

Scott usa gravata vermelha e terno preto. Ele acena com a mão direita ao lado de um púlpito com seu nome e, entre o nome e o sobrenome, uma silhueta do estado da Flórida.
O atual governador da Flórida, Rick Scott, acena a seus seguidores após o discurso da vitória na disputa pelo Senado - Wilfredo Lee/Associated Press
Júlia Zaremba
Washington

Após uma disputa acirrada, a Flórida, estado que não tem uma preferência partidária bem definida, elegeu republicanos para o Senado e para o governo estadual. 

Com pouco menos de um ponto percentual de diferença, o atual governador do estado, o republicano Rick Scott, derrotou o senador democrata Bill Nelson, há 18 anos no cargo, na disputa para o Senado. 

Já na disputa para o executivo estadual, o republicano Ron DeSantis, ex-conselheiro jurídico dos Seals da Marinha no Iraque, superou o adversário, o prefeito de Tallahassee, Andrew Gillum, pela mesma margem apertada de votos. 

DeSantis e Gillum eram considerados candidatos de fora do establishment político. O primeiro foi endossado por Donald Trump e o segundo, que seria o primeiro governador negro do estado, por Bernie Sanders.

Em seu discurso de vitória, DeSantis agradeceu Trump por ficar ao seu lado "mesmo quando não era, necessariamente, a coisa inteligente a se fazer". O presidente ajudou o correligionário durante as primárias e participou de atos de campanha a seu favor na reta final da campanha. 

Dos 27 distritos congressionais da Flórida, 14 foram vencidos por republicanos e 13, por democratas, segundo projeção do The New York Times. O partido que faz oposição a Trump ganhou dois distritos em relação à eleição anterior.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.