Vaticano abrirá arquivos secretos do pontificado de Pio 12 durante 2ª Guerra

Medida é reivindicação antiga de judeus; Pio é acusado de omissão durante Holocausto

Vaticano | Reuters

O papa Francisco anunciou nesta segunda-feira (4) que vai abrir completamente os arquivos secretos do Vaticano da época do pontificado de Pio 12, algo que os judeus vêm reivindicando há décadas.

Alguns judeus acusam Pio, que foi papa de 1939 a 1958, de omissão em relação ao Holocausto durante a 2ª Guerra Mundial, por não ter se pronunciado vigorosamente contra o ocorrido.

 
O papa Francisco em audiência no Vaticano no sábado (2)
O papa Francisco em audiência no Vaticano no sábado (2) - Tiziana Fabi/AFP

O Vaticano tem dito que Pio trabalhou silenciosamente, nos bastidores, para salvar judeus e para não tornar pior a situação para muitas pessoas, incluindo católicos em partes da Europa ocupada pelos nazistas.

Os arquivos serão abertos no dia 2 de março de 2020, anunciou Francisco em um discurso para membros dos Arquivos Secretos do Vaticano. Ele disse que “a Igreja não tem medo da história”, acrescentando que o legado de Pio tem sido ameaçado por “um pouco de preconceito e exagero”.

O Comitê Judaico Americano (AJC), um dos principais agrupamentos de judeus do mundo, elogiou a decisão, dizendo que é uma reivindicação há 30 anos.

“É particularmente importante que especialistas dos principais institutos de memória do Holocausto em Israel e nos Estados Unidos objetivamente avaliem da melhor maneira possível os arquivos históricos do mais terrível dos períodos, para conhecer tanto as falhas quanto os valiosos esforços feitos durante o período do Shoah”, disse o rabino David Rosen, diretor internacional de assuntos inter-religiosos da AJC, usando o termo em hebraico para Holocausto.

Por outro lado, alguns historiadores salientam que Pio 12 salvou dezenas de milhares de judeus italianos ao manter abertas as portas dos conventos para eles nos anos críticos do nazismo.

Diferentemente de seus sucessores, os papas João 23, Paulo 6º e  João Paulo 2º, que foram canonizados, o processo de beatificação de Pio 12 está parado, em função das polêmicas envolvendo sua atuação durante a 2ª Guerra.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.