Trump anuncia novas sanções 'importantes' contra o Irã

Presidente dos EUA disse ainda que ação militar está 'sempre na mesa'

Washington | AFP e Reuters

O presidente Donald Trump disse neste sábado (22) que os Estados Unidos vão impor novas sanções "importantes" ao Irã na segunda (24), horas depois de declarar que seria o novo "melhor amigo" da república islâmica se ela renunciasse às armas nucleares. 

"Vamos pôr sanções adicionais importantes sobre o Irã na segunda-feira (24)", escreveu Trump em uma rede social. "Espero o dia em que as sanções sobre o Irã sejam levantadas e eles se tornem uma nação próspera e produtiva outra vez - Quanto antes melhor!", acrescentou.

O presidente não deu detalhes sobre as sanções.

Os Estados Unidos vão intensificar a pressão econômica sobre o Irã até que o país "renuncie ao uso da violência e responda nossos esforços diplomáticos com diplomacia, eles sabem como falar conosco", disse no sábado o secretário de estado, Mike Pompeo, em comunicado.

Antes de partir para a residência de Camp David, neste sábado, o presidente afirmou ainda a jornalistas que uma ação militar contra o Irã está "sempre na mesa". Mas ele acrescentou que está aberto para chegar rapidamente a um acordo com o país, que ajudaria a impulsionar a economia da república islâmica.

"Chamaremos de 'Vamos tornar o Irã grande de novo", disse.

Na sexta (21), Trump disse que havia aprovado ataques contra o Irã, mas voltou atrás e cancelou a operação. A atitude foi tomada após o Irã ter derrubado um drone americano.

Um drone americano - U.S. Air Force/Bobbi Zapka/Handout/Reuters

​Trump, então, diz ter considerado a ação desproporcional à derrubada do drone. Ele escreveu em uma rede social que não tem pressa para realizar os ataques e que as Forças Armadas dos EUA "estão reconstruídas, novas, prontas para a ação e são a melhor do mundo."

Neste sábado (22), o Irã afirmou que qualquer ataque contra seu território teria consequências devastadoras para os interesses americanos na região.

"Atirar uma bala em direção ao Irã irá provocar a destruição dos interesses da América e de seus aliados" na região, declarou o general de brigada Abolfazl Shekarchi, porta-voz do Estado Maior Conjunto das Forças Armadas iranianas em uma entrevista à agência Tasnim.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.