Descrição de chapéu Livros

Novo livro busca saída à esquerda para crise da democracia

'A Grande Regressão' reúne artigos de autores como Slavoj Zizek e Renato Janine Ribeiro

Bruno Benevides
São Paulo

O novo filão de livros que debatem a crise na democracia pelo mundo vai ganhar nesta terça-feira (13) um novo integrante com o lançamento em português de “A Grande Regressão”. 

Lançada originalmente na Alemanha no fim de 2016, no rastro da eleição de Donald Trump e da vitória do brexit, a obra reúne artigos de 16 intelectuais que debatem a ascensão de populistas e buscam uma solução à esquerda.  

É isso que a difere de outros títulos recentes, como “O Povo contra a Democracia” (Companhia das Letras, 2019), de Yascha Mounk, e “Como as Democracias Morrem” (Zahar, 2018), de Steven Levitsky e Daniel Ziblatt, ambos de cunho mais liberal. 

Embora cada autor analise um assunto, todos partem de uma visão comum: o neoliberalismo levou o planeta a uma crise que abriu espaço para o surgimento de líderes autoritários de direita.  

É a partir daí que o esloveno Slavoj Zizek defende que a esquerda se radicalize, a marroquina Eva Illouz discute a situação de Israel, a americana Nancy Fraser debate a ligação entre neoliberalismo e populismo e o belga David van Reybrouck escreve uma carta ao presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, entre outros.

Já o Brasil aparece no texto do filósofo Janine Ribeiro, ex-ministro da Educação de Dilma Rousseff. Em artigo exclusivo para a versão brasileira, ele afirma que o país regrediu desde o impeachment da petista.“Desde a vitória do Lula em 2002, ninguém tinha concorrido à Presidência sem apresentar um projeto social. E em 2018 não teve nada disso”, disse.

Janine estará presente no debate de lançamento da obra nesta terça ao lado da jornalista Silvia Bittencourt, que traduziu alguns dos artigos do livro, e Angel Bojadsen, diretor editorial da Estação Liberdade.

A Grande Regressão

  • Quando Terça (13) às 19h
  • Onde Auditório da Livraria Martins Fontes, av. Paulista, 509, São Paulo
  • Autor Heinrich Geiselberger (org.)
  • Editora Estação Liberdade
  • Preço R$ 59
  • Tradução Silvia Bittencourt, Alexandre Hubner, Débora Landsberg, Sérgio Molina e Luciano Vieira Machado
  • Páginas 352
 
Erramos: o texto foi alterado

O filósofo ​Slavoj Zizek é esloveno e não eslovaco. A informação foi corrigida. 

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.