Descrição de chapéu Diplomacia Brasileira

Cúpula do Brics teve 'Evidências', atrasos de Putin e flerte com China

Nos bastidores, o encontro foi marcado tanto por queixas quanto por momentos de descontração

Brasília

Além de problemas de logística e discursos contra o protecionismo econômico, a 11ª Cúpula do Brics (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul) teve, entre outras histórias de bastidor, reclamação da delegação russa, um flerte do presidente Jair Bolsonaro com a China e uma orquestra tocando um sucesso sertanejo.

O encontro em Brasília, o primeiro evento internacional promovido pelo atual governo, reforçou uma reputação atribuída ao longo dos anos ao presidente da Rússia, Vladimir Putin: a de chegar atrasado a reuniões com líderes mundiais.

Nesta quinta-feira (14), ele deu um chá de cadeira de 45 minutos em reunião bilateral com Bolsonaro. A demora, segundo relatos feitos à Folha, deveu-se à decisão de Putin de conceder uma entrevista a veículos de imprensa de seu país.

O episódio irritou o cerimonial do Palácio do Planalto e atrasou um encontro do brasileiro com o presidente da África do Sul, Cyril Ramaphosa. Na noite anterior, Putin também havia chegado atrasado a um jantar promovido no Palácio do Itamaraty.

Mesmo com o atraso, o presidente da Rússia, que é conhecido pelo semblante sério, quebrou o gelo e fez gestos de simpatia com a imprensa brasileira. Na chegada, acenou a um grupo de jornalistas e, na saída, arriscou um português. "Muito obrigado", disse.

A delegação russa, aliás, irritou-se com a organização brasileira durante o encontro internacional, de acordo com diplomatas brasileiros. Ela havia solicitado mais carros para a comitiva presidencial e mais crachás de participação no encontro, mas o pedido acabou negado.

Apesar do desconforto, o encontro mundial também foi marcado por momentos de descontração.

Antes da chegada das autoridades estrangeiras a jantar no Palácio do Itamaraty, na noite de quarta-feira (13), Bolsonaro brincou com a timidez do chanceler Ernesto Araújo e o incentivou a beijar sua mulher na frente de fotógrafos e cinegrafistas. Visivelmente envergonhado, ele deu um rápido selinho.

Também antes do jantar, a Orquestra Criança Cidadã, um projeto social de Pernambuco, fez uma apresentação aos líderes mundiais. No repertório, incluíram "My Way", eternizada na voz de Frank Sinatra, e "Evidências", sucesso sertanejo interpretado pela dupla Chitãozinho e Xororó.

Nesta quinta-feira (14), além dos discursos das autoridades estrangeiras, chamou a atenção a decoração da mesa principal da sessão plenária da cúpula do encontro.

O cerimonial posicionou, ao centro do móvel, dezenas de pedras preciosas brasileiras, o que virou piada tanto entre brasileiros como entre estrangeiros. Ela foi comparada ao cenário do programa do astrólogo porto-riquenho Walter Mercado, que morreu neste mês.

O encontro principal também teve um momento de flerte. Segundo relatos de presentes, Bolsonaro fez elogios ao líder chinês, Xi Jinping, e manifestou a intenção de aprofundar as relações comerciais entre Brasil e China. Durante a campanha eleitoral, o brasileiro disse que o país comunista era um predador que queria dominar setores da economia.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.