Descrição de chapéu Venezuela

EUA sancionam Luis Parra e outros deputados que tentaram barrar reeleição de Guaidó

Parlamentares ligados a Maduro bloquearam acesso de opositores durante votação

Washington | Reuters

Os Estados Unidos impuseram sanções nesta segunda-feira (13) a sete parlamentares da Venezuela leais ao ditador Nicolás Maduro, por bloquear o acesso de Juan Guaidó ao prédio da Assembleia Legislativa.

No início de janeiro, soldados impediram Guaidó de acessar o Congresso por tempo suficiente para que o PSUV, partido do ditador Nicolás Maduro, apontasse o deputado Luis Parra como líder do Parlamento, cargo ocupado por Guaidó até então. 

O deputado venezuelano Luis Parra - Manaure Quintero - 5.jan.2020/Reuters

Em uma sessão separada, na sede de um jornal, deputados de oposição reelegeram Guaidó e depois voltaram ao prédio do Congresso. Isso gerou um impasse, pois o Parlamento ficou com dois presidentes eleitos, sem estar claro quem de fato comanda a Casa. 

Parra foi um dos alvos de sanções. Os outros parlamentares atingidos pela medida são Jose Noriega, Franklyn Duarte, Jose Brito, Conrado Perez, Adolfo Superlano e Negal Morales.

As sanções funcionam como um bloqueio: quem entra nessa lista não pode fazer negócios nos Estados Unidos e, caso tenha bens no país, o acesso ao seu patrimônio fica congelado. As medidas também impedem qualquer pessoa ou entidade dos Estados Unidos de fazer negócios com quem esteja sob sanção.

"Estes e outros governantes podem ter as sanções removidas se eles ficarem ao lado do povo da Venezuela e apoiarem Juan Guaidó como seu líder legítimo", disse Steven Mnuchin, secretário do Departamento do Tesouro, órgão responsável pelas sanções.

As sanções se baseiam em uma ordem executiva dos EUA, que autoriza a tomada de medidas como essas contra governantes que tentem minar o processo democrático na Venezuela. 

Eleito presidente da Assembleia pela primeira vez em janeiro de 2019, Guaidó se autodeclarou presidente interino da Venezuela e obteve apoio de mais de 50 países, incluindo o Brasil. No entanto, sem apoio militar, não conseguiu assumir o poder de fato e o país segue sob comando do ditador Nicolás Maduro
 


COMO FUNCIONAM AS SANÇÕES

  • O Departamento do Tesouro dos Estados Unidos possui uma lista de pessoas e empresas que não podem fazer negócios com entidades dos EUA, sob pena de multa ou de também serem alvo de sanções
  • As propriedades e recursos de pessoas, empresas e governos sob sanções que estejam nos Estados Unidos ou em instituições do país ficam bloqueadas enquanto vigorarem as restrições
  • Entidades estrangeiras que fizerem negócios com quem está na lista de vetos estão sujeitas a punições e a serem impedidas de fazer negócios com empresas e o governo dos EUA

Alguns dos países alvos de sanções dos EUA:

  • Burundi
  • Coreia do Norte
  • Cuba
  • Iêmen
  • Irã
  • Iraque
  • Líbano
  • Líbia
  • Nicarágua
  • República Democrática do Congo
  • Rússia
  • Somália
  • Sudão do Sul
  • Síria
  • Ucrânia
  • Venezuela
  • Zimbábue

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.