Homem avança com carro contra desfile de Carnaval e fere mais de 50 na Alemanha

Alemão de 29 anos foi preso; polícia afirma acreditar que episódio foi intencional

Volkmarsen (Alemanha) | Reuters

Ao menos 52 pessoas ficaram feridas depois que um motorista avançou com um carro sobre um desfile de Carnaval na cidade de Volkmarsen, na região central da Alemanha, nesta segunda-feira (24). 

O suspeito, um alemão de 29 anos, foi preso logo em seguida por tentativa de homicídio.

O condutor dirigiu um carro prata em meio à multidão por cerca de 30 metros antes de parar, disse uma testemunha à rede de TV local Hessenschau. 

Em alta velocidade, ele teria furado intencionalmente o bloqueio colocado pela polícia ao redor do festejo, que ocorria próximo à estação de trem da cidade e tinha público estimado de 5.000 pessoas.

O episódio ocorreu por volta das 14h30 no horário local (10h30 no Brasil). Volksmarsen, próxima a Kassel, tem cerca de 7.000 habitantes e fica 423 km a oeste de Berlim.

Policiais forenses no local onde um homem avançou com um carro sobre a multidão que participava de desfile de Carnaval em Volkmarsen, na Alemanha
Policiais forenses no local onde um homem avançou com um carro sobre a multidão que participava de desfile de Carnaval em Volkmarsen, na Alemanha - Uwe Zucchi/dpa/AFP

Dos feridos, cerca de dez estão em estado grave, alguns correndo risco de morte. A mídia alemã informou que 18 crianças foram atingidas e citou testemunhas dizendo que o motorista parecia ter deliberadamente dirigido seu carro em direção às pessoas. Não há mortes registradas até o momento.

O suspeito foi levado ao hospital para ser tratado de ferimentos que sofreu durante o episódio.

A central de polícia de Kassel afirma acreditar que se trata de um ataque, embora não saiba a motivação do ato, que está sendo investigado. Como medida preventiva, os desfiles de Carnaval nas cidades ao redor foram cancelados.

"As pessoas vinham em minha direção chorando", disse ao jornal local Bild o comissário Reinhard Kubat. "As crianças vinham até mim e diziam que ouviam 'plop, plop, plop' sempre que o carro atropelava uma pessoa", completou.

Fotos publicadas em redes sociais mostram policiais ao lado de um carro de cor prata da Mercedes-Benz que parece estar envolvido no incidente.

A chanceler Angela Merkel afirmou que seus pensamentos estão com os feridos e seus familiares e agradeceu à polícia e aos médicos que prestaram socorro.

O Carnaval é bastante popular em partes do oeste da Alemanha, especialmente em cidades da Renânia, como Colônia e Düsseldorf, onde o principal dia das festividades é a chamada "Segunda-feira das Rosas", com dezenas de milhares participando de desfiles de rua com carros alegóricos.

O episódio ocorre em meio a um contexto tenso no estado de Hesse, onde, na semana passada, a cidade de Hanau, próxima a Frankfurt, foi palco de um ataque a tiros que deixou nove mortos.

Um homem armado matou nove pessoas em dois bares de imigrantes. Ele se suicidou em seguida. Os dois locais abriam espaço para fumar em narguilés, prática comum entre migrantes vindos de partes do Oriente Médio e do sul da Ásia.

O ataque em Hanau teve motivações racistas e de extrema direita, segundo investigações das autoridades do país.

As vítimas tinham idades entre 22 e 44 anos, de acordo com o procurador federal Peter Frank, que acompanha o caso. Ao menos cinco eram turcos, mas havia também um curdo e cidadãos da Bulgária, Romênia e Bósnia. Outras seis pessoas ficaram feridas.

O incidente na semana passada alimenta preocupações sobre um crescente movimento de ultradireita da Alemanha, depois que um político pró-imigração foi assassinado em junho e de um ataque antissemita a uma sinagoga deixar dois mortos na cidade de Halle em outubro passado.

Em 2016, um cidadão da Tunísia ligado a militantes islâmicos avançou com um caminhão em uma feira de Natal em Berlim, matando 12 pessoas. Mais tarde, ele foi morto a tiros pela polícia italiana depois de fugir da Alemanha.

Desde então, as autoridades conseguiram impedir nove tentativas desse tipo, duas delas em novembro de 2019, segundo dados da polícia criminal.

Brigada de incêndio e socorristas próximo ao local onde um motorista dirigiu contra um cortejo de carnaval em Volkmarsen, na Alemanha - Hessischer Rundfunk / AFP
 
Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.