Sua comunidade já foi alvo de operação da polícia? Envie relato à Folha

Na última quinta, ação no Jacarezinho, na zona norte do Rio, deixou 28 mortos

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

São Paulo

Uma operação da Polícia Civil do Rio de Janeiro na comunidade do Jacarezinho, na zona norte carioca, na última quinta-feira (6), deixou até agora 28 mortos (sendo um policial) e já é considerada a mais letal da história, segundo pesquisadores, organizações e profissionais que atuam na área.

No momento da operação, moradores do Jacarezinho relataram intensos tiroteios e veículos blindados e helicópteros da corporação transitando pela favela, que é plana e é tida pela polícia como um dos principais locais de atuação da facção criminosa Comando Vermelho.

Homens presos na operação relataram em audiência de custódia terem sido agredidos, ameaçados e obrigados por policiais a carregar corpos naquela manhã, segundo a Defensoria Pública. O corpo de um homem foi achado em cadeira de plástico e sem arma. Houve protestos dos moradores.

Sem provas, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e o vice-presidente Hamilton Mourão (PRTB) classificaram os mortos como "tudo bandido" e traficantes que roubam e matam", respectivamente.

As operações da polícia são uma realidade em muitas metrópoles brasileiras, mas é no Rio de Janeiro que elas ganham mais destaque, em meio à guerra às drogas que já perdura mais de meio século.

Pesquisadores da UFF (Universidade Federal Fluminense) analisaram 11.323 operações no Rio nos últimos 15 anos considerando número de mortos, feridos, presos e apreensões e classificaram 85% delas como ineficientes, sendo 12,5% desastrosas, talvez a palavra mais adequada para definir o que acontece quando dois passageiros do metrô são feridos por bala perdida enquanto se deslocam pela cidade.

Você mora no Rio de Janeirou ou alguma outra grande cidade e sua região já foi alvo de uma operação da polícia? Quanto tempo durou a ação? Qual era o objetivo? Houve mortos? O que sentiu durante os momentos de tensão? Qual foi a reação dos moradores? O que mudou desde então?

Envie seu relato para o email enviesuanoticia@grupofolha.com.br. O texto precisa ter no máximo 200 palavras e estar no corpo da mensagem (não anexo em forma de PDF ou documento do Word). Não se esqueça de mandar nome completo, idade, profissão e cidade de onde escreve. Publicaremos uma seleção.

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.