Márcio França confirma Davi Depiné como defensor público-geral de São Paulo

Ele foi o mais votado por sua categoria e irá ocupar o cargo até 2020

São Paulo

O governador de São Paulo, Márcio França (PSB), reconduziu  Davi Depiné  para mais um mandato como defensor público-geral do estado. Ele ficará no cargo até 2020. A  legislação prevê a possibilidade de uma recondução.

Davi Depiné foi o mais votado por integrantes da Defensoria Pública de São Paulo para ocupar o posto.  Ele obteve 451 votos, enquanto a segunda colocada, Ana Paula Kayamori, conquistou 217 votos.

Cerimônia de posse de Davi Depiné como defensor público-geral do estado de São Paulo, em 2016
Cerimônia de posse de Davi Depiné como defensor público-geral do estado de São Paulo, em 2016

A lista com os mais votados pela categoria é enviada ao governador,  a quem cabe indicar o chefe da Defensoria — o nome escolhido não precisa ser necessariamente o mais votado.

O mesmo processo ocorre na nomeação do chefe do Ministério Público do estado. Em 11 de abril,  Gianpaolo Smanio foi reconduzido para este posto. 

À frente da Defensoria Pública-Geral desde 2016, Davi é mestre em direito processual penal pela USP .

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.