Descrição de chapéu Governo Bolsonaro

Marinha intercepta barcos com jornalistas perto da área em que Bolsonaro passa folga de Natal

Militares abordaram embarcação alugada por equipes de reportagem para registrar a presença do presidente eleito

Militares da Marinha interceptaram neste domingo (23) uma lancha ocupada por jornalistas que faziam a cobertura da visita do presidente eleito, Jair Bolsonaro, à Restinga da Marambaia.

Os militares abordaram por duas vezes a embarcação alugada por equipes de reportagem para tentar registrar a presença de Bolsonaro na região. 

Profissionais da Folha, dos jornais “O Estado de S. Paulo e  “O Globo” e da TV Bandeirantes ocupavam a lancha.

Na primeira abordagem, os militares estabeleceram um perímetro de segurança da restinga para os jornalistas trabalharem. 

Na segunda, pediram a documentação da embarcação e escoltaram o grupo para uma região mais distante da restinga.

Oficiais da Marinha do Brasil fotografam profissionais de imprensa que tentavam fazer imagens do presidente eleito, Jair bolsonaro, durante sua estada numa residência em área militar - Pedro Prado/Farpa/Folhapress

No final de 2016, a Marinha adotou procedimento semelhante na vista do presidente Michel Temer na área militar.

Também houve restrição da aproximação de jornalistas durante os governos de  Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff.

Desde sábado (22), Bolsonaro está na região de proteção das Forças Armadas. Ele vai passar o Natal com os familiares lá. 

Neste domingo, a assessoria do presidente eleito divulgou fotos de Bolsonaro lavando e colocando no varal roupas de mergulho. Em novembro, ele passou o feriado de Finados na restinga. 

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.