Lula está indignado com condenação e irritado com multa, dizem senadores

Petistas estiveram com ex-presidente um dia após decisão de juíza sobre caso do sítio de Atibaia

Estelita Hass Carazzai
Curitiba

Interlocutores do ex-presidente Lula que estiveram com ele nesta quinta-feira (7) disseram que o petista ficou indignado com a decisão que o condenou no caso do sítio de Atibaia, no dia anterior.

“Ele não é um homem que se abata ou se surpreenda. Na cabeça dele, está claro que os julgamentos dele são sempre políticos. Mas recebeu a notícia com muita indignação”, disse o ex-ministro e atual senador Jaques Wagner (PT-BA).

O senador Jaques Wagner (PT-BA), um dos parlamentares que visitou Lula na Superintendência da Polícia Federal, em Curitiba, onde o ex-presidente está preso desde abril
O senador Jaques Wagner (PT-BA), um dos parlamentares que visitou Lula na Superintendência da Polícia Federal, em Curitiba, onde o ex-presidente está preso desde abril - Heuler Andrey/AFP

O petista foi condenado a 12 anos e 11 meses de prisão nesta quarta (6), pela juíza Gabriela Hardt. Ainda cabe recurso.

“Ele está bem-disposto, com o ânimo elevado, mas indignado com as injustiças desse processo cheio de fragilidades”, afirmou o senador Humberto Costa (PT-PE).

Segundo os parlamentares, que visitaram Lula nesta quinta, o petista estava especialmente irritado com a multa de R$ 265 mil aplicada pela juíza. “É uma multa absurda, para inviabilizar qualquer alternativa”, disse Wagner.

Os dois ainda pediram aos militantes que continuem em frente à Polícia Federal em Curitiba, onde Lula está detido.

Eles compararam o grupo às Mães de Maio, na Argentina, que protestavam contra a morte de seus filhos e sequestro de seus netos pela ditadura militar daquele país.


 

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.