Descrição de chapéu Eleições 2024

Saiba quem são os pré-candidatos à Prefeitura de Curitiba em 2024

Vice une máquina estadual e municipal para outubro e oposição vive dilema entre candidatura própria e ampla aliança

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Curitiba

Em Curitiba, ao menos 12 partidos já sinalizaram que podem ter candidatos próprios para a eleição à prefeitura, em outubro. Dentro de algumas siglas, porém, como PT e PL, mais de um filiado se apresentou para a disputa.

O grupo que hoje comanda a prefeitura já definiu o nome de Eduardo Pimentel (PSD) para o pleito – ele é o atual vice-prefeito e também foi nomeado secretário de Cidades no governo do Paraná, na gestão do aliado Ratinho Junior (PSD). O atual prefeito é Rafael Greca (PSD), que conclui o segundo mandato consecutivo.

Para enfrentar a máquina municipal e estadual, partidos de esquerda estudam a possibilidade de uma aliança em torno do pré-candidato do PSB, o deputado federal Luciano Ducci. O nome, contudo, enfrenta resistência entre petistas locais, pelos laços do passado com o PSDB – Ducci foi vice-prefeito do tucano Beto Richa.

Da esquerda à direita, Eduardo Pimentel (PSD), Beto Richa (PSDB), Carol Dartora (PT), Zeca Dirceu (PT), Deltan Dallagnol (Novo), Goura (PDT), Luciano Ducci (PSB), Ney Leprevost (União Brasil), Paulo Martins (PL), Ricardo Arruda (PL), Roberto Requião (Mobiliza), Andrea Caldas (Psol), Luizão Goulart (Solidariedade) e Cristina Graeml (PMB) - Eduardo Pimentel no Facebook; Pablo Valadares/Câmara dos Deputados; Rodrigo Fonseca/CMC; Divulgação/Câmara dos Deputados; Gabriel Cabral/Folhapress; Dálie Felberg/Alep; Luciano Ducci/Divulgação; Paulo Sérgio/Câmara dos Deputados; Paulo Eduardo Martins no Facebook; Divulgação/Alep; Eduardo Matysiak/Divulgação; Andrea Caldas no Facebook; Luizão Goulart no Facebook; Cristina Graeml no Facebook

Na hipótese de candidatura própria, o PT tem Carol Dartora e Zeca Dirceu, ambos deputados federais.

Insatisfeito dentro do PT, o ex-senador e ex-governador do Paraná Roberto Requião deixou a sigla do presidente Lula e agora ensaia uma pré-candidatura à prefeitura pelo Mobiliza.

Já o PDT trabalha com a pré-candidatura do deputado estadual Jorge Brand, o Goura, adversário de Greca na eleição de 2020. Goura, contudo, também pode integrar uma eventual frente ampla de esquerda.

O PSOL é outro partido que costurava participação na aliança da esquerda, mas também resiste ao nome de Ducci. Assim, a legenda indicou a professora Andrea Caldas para a disputa pela prefeitura.

Dentro do PL, dois representantes do bolsonarismo em Curitiba se apresentam como pré-candidatos - o ex-deputado federal Paulo Martins e o deputado estadual Ricardo Arruda.

Quem tentou migrar para o PL para dar mais suporte financeiro à campanha foi Richa, que agora segue como pré-candidato pelo PSDB. Ele, que além de governador já foi prefeito de Curitiba, não recebeu aval da cúpula nacional tucana para deixar a legenda, o que traria riscos ao mandato na Câmara.

Ainda dentro do campo da direita, o cenário pré-eleitoral também traz o nome do ex-procurador da República Deltan Dallagnol, que se apresenta como pré-candidato pelo Novo, embora possa ter seu registro indeferido. Ele teve o mandato de deputado federal cassado pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral) no ano passado.

No União Brasil, o pré-candidato é o deputado estadual Ney Leprevost, que chegou a disputar o segundo turno com Greca em 2016.

Outros dois partidos também anunciaram pré-candidaturas de filiados: o Solidariedade lançou o nome do ex-deputado federal e ex-prefeito de Pinhais Luizão Goulart; o PMB defende a jornalista Cristina Graeml na disputa de outubro.

Pré-candidatos à Prefeitura de Curitiba

  • Eduardo Pimentel (PSD)
  • Beto Richa (PSDB)
  • Carol Dartora ou Zeca Dirceu (PT)
  • Deltan Dallagnol (Novo)
  • Goura (PDT)
  • Luciano Ducci (PSB)
  • Ney Leprevost (União Brasil)
  • Paulo Martins ou Ricardo Arruda (PL)
  • Roberto Requião (Mobiliza)
  • Andrea Caldas (PSOL)
  • Luizão Goulart (Solidariedade)
  • Cristina Graeml (PMB)

Calendário eleitoral

  • 06.abr: data-limite para o registro partidário
  • 20.jul a 05.ago: convenções
  • 15.ago: prazo para o registro de candidaturas
  • 30.ago a 03.out: propaganda eleitoral no rádio e na TV
  • 06.out: primeiro turno
  • 27.out: segundo turno
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Tópicos relacionados

Leia tudo sobre o tema e siga:

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.