Descrição de chapéu Governo Bolsonaro

Em meio a ataques a Mourão, Carlos Bolsonaro vai a clube de tiro

Filho do presidente segue criticando o vice, mesmo após o pai ter dito que quer colocar 'um ponto final' na história

Ana Luiza Albuquerque
Rio de Janeiro

Em meio a repetitivos ataques ao vice-presidente Hamilton Mourão, o vereador Carlos Bolsonaro (PSC-RJ), filho do presidente Jair Bolsonaro, foi a um clube de tiro em Florianópolis, Santa Catarina.

O dia na escola de tiro foi compartilhado por Carlos em suas redes sociais na terça-feira (23). Além de um vídeo atirando com uma pistola .40, o filho do presidente divulgou um certificado que recebeu após participar de um workshop no clube. "Mais um!", escreveu.

Nas redes sociais, Carlos vem disparando contra Mourão há dois dias. Mesmo após seu pai ter afirmado na terça (23) que queria colocar um "ponto final" na história entre Carlos e o vice, o vereador segue com publicações críticas.

Nesta quarta, em uma das postagens sobre o vice, Carlos disse ser "estranhíssimo seu alinhamento com políticos que detestam o presidente", como o ex-deputado Jean Wyllys (PSOL-RJ). O filho do presidente ainda escreveu: "Lembro que não estou reclamando do vice só agora e tals... são apenas informações!"

O vice-presidente da República, general Hamilton Mourão, afirmou nesta quarta-feira (24) que a troca de farpas entre ele e Carlos é página virada.

“O que é que eu falei ontem? Quando um não quer, dois não brigam, tá bom. Então, esse assunto, vira a página”, disse ao chegar ao Palácio do Planalto na volta de um almoço com embaixadores da União Europeia. 

Na terça, Carlos publicou um vídeo em que o vice comenta que a população civil venezuelana, que é, segundo Mourão, oposição ao ditador Nicolás Maduro, “tem que estar” desarmada como está porque senão haveria uma guerra civil no país, “o que seria horrível para o hemisfério”.

“Quando a única coisa que lhe resta é o último suspiro de vida, surgem essas pérolas que mostram muito mais do que palavras ao vento, mas algo que já acontece há muito. O quanto querer ser livre e independente parece ser a maior crueldade para alguns”, escreveu Carlos junto ao vídeo.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.