Publicidade

estudar para empreender

Publicidade

Últimas

  1. Aproveitando vácuo de representação, governo Bolsonaro chama 'caminhada' pelos que não andam, não ouvem...

    Um pouco por falta de fôlego, outro pouco por desmobilização e desengajamento social e um tanto por apropriação indevida e constrangedora de partidos políticos e associações oportunistas, as grandes cidades brasileiras deixaram de fazer um tradicional ato de protesto nesta época do ano, a Passeata do Movimento Superação, em que se celebrava o dia nacional [...] ... Leia post completo no blog

  2. Justiça francesa responsabiliza empresa por morte de empregado durante sexo casual em viagem de negócios

    Uma empresa francesa foi considerada responsável pela morte de um funcionário que sofreu uma parada cardíaca enquanto fazia sexo casual durante uma viagem de negócios.

  3. As jornadas de 4 dias por semana e o surpreendente desconforto de quem trabalha menos

    A história é familiar: um trabalhador finalmente se aposenta e se sente perdido sobre como preencher longos dias sem ocupação. Para as pessoas que dão muito valor a identidades profissionais, a rotina sem trabalho nada mais é que uma versão pálida da vida.

  4. Escolas se mexem para atender maior procura por cursos de gastronomia

    No fim de setembro, a Le Cordon Bleu, tradicional escola de gastronomia francesa, começa a oferecer em sua unidade paulistana uma formação de perfil técnico e preços em torno de R$ 40 mil. 

  5. O que fazer quando um colega de trabalho morre?

    Como as empresas e seus gestores devem se preparar para a situação da morte de um colega de trabalho? O assunto é delicado; em vários ambientes de trabalho, as relações são vistas como secundárias nas vidas das pessoas -e, em várias culturas, falar abertamente sobre o tema é tabu.

  6. Ao falar que vai à ONU 'nem que seja numa cadeira de rodas', Bolsonaro desvirtua condição de pessoa com deficiência

    O presidente Jair Bolsonaro e sua groselha discursiva já ocupam parte importante do noticiário e reluto em reservar espaço também nesta coluna a ele, mas desta vez, eu e minha trupe "malacabada" fomos os chamados para repercutir sua prosódia cacarejante. Disse o mandatário, no começo da semana: "Eu vou comparecer à ONU nem que seja [...] ... Leia post completo no blog

  7. A multimilionária que vendia cachorro-quente e hoje aconselha ricos

    A família Ibrahim havia voltado às pressas para casa, ao lado do Canal do Suez, no Egito, quando as bombas começaram a cair.   Isso aconteceu em 1967, quando estourou a Guerra dos Seis Dias, conflito que uniu Egito, Jordânia e Síria contra Israel.   Laila, que tinha 12 anos à época, conta que antes do início do conflito sua família "levava uma vida maravilhosa" em uma "casa muito bonita". Até o dia em que, durante o café da manhã, ouviram o som desconhecido de uma sirene de ataque aéreo e fugiram imediatamente.   Mais tarde, se arriscaram a voltar para casa e pegar algumas mudas de roupa, mas assim que estavam saindo da propriedade, a sirene tocou novamente, e eles ouviram o barulho de uma bomba caindo.   "A bomba caiu no quarto em que eu estava", diz Laila. "Destruiu a casa."   A família Ibrahim - Laila, seus pais e suas três irmãs mais velhas - conseguiu se afastar o suficiente para escapar ilesa, mas "perdeu quase tudo".   Tema de episódio recente da série semanal da BBC "The Boss", sobre diferentes líderes empresariais ao redor do mundo, Laila Pence (nome de casada) é hoje uma consultora financeira multimilionária de Los Angeles, nos EUA.

  8. Nova empresa do setor imobiliário quer substituir corretor por relação direta com proprietário

    Uma nova startup do setor imobiliário chegou ao mercado com o discurso de que quer de assumir as atividades realizadas pelos corretores. Criada pelo executivo Luciano Amado, com 18 anos de trabalho nessa área, a companhia propõe trocar a comissão paga aos profissionais por uma mensalidade paga a ela pelos clientes que anunciam seus imóveis [...] ... Leia post completo no blog

  9. ´É preciso unir ética e tecnologia, diz reitor de Stanford

    Reitor da escola de negócios da Universidade Stanford (EUA), centro de destaque na formação de empreendedores e executivos, o economista Jonathan Levin diz que as transformações tecnológicas atuais criam desafios éticos para os negócios e a sociedade. Em entrevista ao blog durante sua primeira visita ao Brasil, ele apresentou suas impressões sobre o cenário de [...] ... Leia post completo no blog

  10. O que um juiz aprende ao trabalhar como faxineiro por um dia

    Em alguns dos processos que chegam ao Tribunal do Trabalho do Rio do Janeiro, há "situações relatadas pelos trabalhadores que a gente fica na dúvida se são verdade ou não", diz a juíza do trabalho Adriana Leandro, de 50 anos. Na primeira sexta-feira de agosto, a juíza pôde ver por conta própria que algumas delas são mesmo reais.

  1. 1
  2. 2
  3. 3
  4. 4
  5. 5
Publicidade
Publicidade