Ebanx recebe aporte de fundo americano e vira novo unicórnio brasileiro

Fintech passa a valer mais de US$ 1 bilhão depois de investimento do FTV Capital

São Paulo

O Ebanx, fintech global criada em Curitiba, recebeu investimento do fundo americano FTV Capital e passou a valer mais de US$ 1 bilhão, entrando para a lista de unicórnios brasileiros.

A startup financeira foi fundada em 2012 e oferece uma solução de pagamentos para companhias globais que operam na América Latina, como AliExpress (da chinesa Alibaba)Spotify e Airbnb.

Este ano, a companhia processou US$ 2,1 bilhões, número expressivo perto do US$ 1,5 bilhão de 2018 e do US$ 1,2 bilhão do ano anterior.

Unicórnios são startups que ultrapassam o valor de mercado de US$ 1 bilhão. Há diferentes metodologias para avaliar quantas existem no Brasil. Um recente estudo da Distrito e da KPMG considera unicórnios apenas as startups que nasceram sem ligação com outras companhias. Nesse critério, o Ebanx é o nono.

Alphonse Voigt, Wagner Ruiz e João Del Valle (da esq. para a dir.)
Alphonse Voigt, Wagner Ruiz e João Del Valle (da esq. para a dir.), fundadores do Ebanx - Divulgação

A empresa entra na lista junto a 99, Nubank, Arco, iFood, Stone, Gympass, Loggi e QuintoAndar. Todas atingiram esse patamar a partir de 2018, quando o país entrou em uma fase positiva em relação ao capital estrangeiro.

Além de soluções de pagamento, o Ebanx vende serviços de inteligência de mercado, análises, estratégias antifraude, consultoria em marketing e dispõe de atendimento ao cliente 24 horas. 

Com o aporte, a empresa afirma que vai manter investimento nas operações da América Latina e aumentar o desenvolvimento de negócios na América do Norte, Europa e Ásia. Também deve apostar em novas contratações, especialmente nas áreas de vendas, marketing e tecnologia da informação. 

Em abril, a fintech lançou o Ebax Pay, solução para processamento local de pagamentos na América Latina. Destinado a empresas brasileiras que vendem localmente, o recurso deve valer na Colômbia em 2020, seguido de outros países da região.

"O EBANX já é líder em processamento de pagamentos cross-border, especializado na América Latina, e continuaremos a desenvolver essa expertise", afirmou Alphonse Voigt, cofundador e presidente da empresa em comunicado.

Em dezembro de 2017, a startup levantou um investimento de US$ 30 milhões da FTV Capital, com a participação da Endeavor Catalyst. Desde então, diz que cresceu 80% em todas as verticais.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.