Jornalista indica 5 destinos bons para ciclistas iniciantes e experientes

Chile e Taiwan estão entre os roteiros escolhidos por Erika Sallum, autora do blog Ciclocosmos

São Paulo

A jornalista Erika Sallum, que assina na Folha o blog Ciclocosmos, indica lugares amigáveis para quem gosta de bicicleta

Santiago
Chile
É possível cruzar a cidade por ciclovias e, aos domingos, boa parte das ruas ficam fechadas para a bicicleta. Além disso, no Chile, os motoristas respeitam muito os ciclistas. Santiago também pode ser o ponto de partida para passeios a vinícolas e outras cidades. Para os mais experientes, a cereja do bolo é subir até o Valle Nevado

Vale Europeu
Santa Catarina, Brasil
O circuito completo pode ser percorrido em sete dias e passa por nove cidades da região do Vale do Itajaí, que estão bem preparadas para o cicloturismo, com hospedagens e bons restaurantes. 
Os trajetos, que passam por vinícolas e cachoeiras, mesclam estradas de terra e de asfalto e podem ser feitos por ciclistas menos experientes

Parque Nacional de Taroko
Taiwan
O local pode ser o ponto de partida de uma viagem de bicicleta pela ilha, que é bastante amigável ao ciclista, com estradas que são acompanhadas por ciclofaixas. No parque, que é o mais bonito do país, é possível pedalar à beira de encostas e por dentro de pedras

Caminho da fé
Minas Gerais e São Paulo, Brasil
Inspirado no Caminho de Santigo de Compostela (Espanha), o percurso tem diferentes rotas que chegam ao Santuário de Nossa Senhora Aparecida (SP). O legal é que o peregrino recebe uma espécie de passaporte, que é carimbado pelas pousadas ao longo do trajeto. É indicado para quem pedala já há algum tempo

Passo do Stelvio
Itália
​O norte da Itália é um dos melhores lugares para quem já pedala bastante e quer se desafiar, porque lá estão há muitas montanhas. Na Lombardia, o Stelvio é muito famoso no ciclismo. A maioria dos ciclistas percorre uma ou, no máximo, duas faces da montanha. No ano passado, participei do desafio Triplo Stevio, em que subi as três faces dela

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.