Descrição de chapéu Destinos

Fã de Harry Potter leva baforadas de dragão em parque na Califórnia

Visitante pode comprar varinhas mágicas no parque da Universal Studios, em Los Angeles

Fernanda Ezabella
Los Angeles

Bruxos aprendizes circulam com suas capas pretas e testam suas varinhas ao redor de telhados escuros repletos de neve. Eles parecem imunes ao calor de 37ºC que castiga os “trouxas”, nome dado aos que não possuem superpoderes nos livros de Harry Potter.

A magia da vila de Hogsmeade cativa até mesmo os não iniciados no parque Universal Studios Hollywood, em Los Angeles, que inaugurou a atração três anos atrás. São apenas dois brinquedos bem concorridos, mas há nove lojas caprichadas, algumas parecidas com os cenários dos filmes. Ao final da experiência, sua carteira estará mais leve (e não será mera ilusão).

​​

A reportagem visitou o parque numa segunda-feira de junho, com o passe express. Em julho, esse ingresso fura-filas custa US$ 259 (R$ 991), contra a entrada regular de US$ 124 (R$ 474). Apesar do preço salgado, o passe express é o melhor dos feitiços no mundo dos parques temáticos.

Afinal, não é fácil esperar 60 minutos na fila para uma montanha-russa de 30 segundos. Tem muita gente que encara. Em 2018, o parque recebeu 9 milhões de visitantes, contra 7 milhões no ano anterior, antes da chegada dos bruxos.

O brinquedo em questão é o Flight of the Hippogriff (voo do hipogrifo), inspirado na criatura metade cavalo e metade águia. É a única montanha-russa outdoor do parque, bem suave. É uma boa oportunidade para ver o vilarejo de Hogsmeade do alto.

A atração principal fica aos pés do majestoso castelo de Hogwarts (90 minutos de espera para quem tinha ingresso regular, 5 minutos de ação). Se o sonho do visitante é voar de vassoura, a espera talvez seja recompensada. Harry Potter and the Forbidden Journey (Harry Potter e a jornada proibida) é um passeio virtual de imersão intensa, ainda que um pouco claustrofóbico quando nos coloca perto de aranhas cabeludas gigantescas, as tais acromântulas. 

Quem quiser evitar mais filas aqui deve deixar a mochila em casa e investir na velha pochete. Caso contrário, terá que encarar a fila dos armários, antes da fila principal.

De volta à Hogsmeade, outra sugestão é fugir das filas dos grandes barris de cerveja amanteigada (a tal butterbeer, não alcoólica e deliciosamente doce), espalhados pelo caminho, e se dirigir ao pub Hog’s Head, discreto e tranquilo. Fica ao lado do muvucado restaurante Three Broomsticks, especializado em comida britânica, como peixe frito com batata e torta de carne.

As lojas são tão disputadas quanto os brinquedos. O ar-condicionado é magia pura, mas os espaços são apertadinhos, aparentemente para serem fiéis às histórias de J.K. Rowling e aos cenários dos filmes. Há quem chegue cedo para comprar sua varinha na Ollivanders, cujas paredes estão cheias de caixas com dezenas de estilos de varinhas.

Algumas funcionam de verdade (média de US$ 50, ou R$ 191) e fazem truques nas vitrines das lojas. A quantidade de merchandise é infinita, desde um sapo de chocolate com figurinha dentro até o vestido rosa que Hermione Granger usou no baile de inverno. Os sete livros da saga, no entanto, não deram as caras.

Ao deixar o mundo de Harry Potter, o visitante tropeça em Bart Simpson e companhia. É um universo mais colorido e um banho de realidade: as usinas nucleares de Springfield estão lá e fazem uma barulheira de tempos em tempos.

A atração dos Simpsons é uma das mais divertidas do parque, num simulador de montanha-russa pela Krustyland, do palhaço Krusty e seu assistente assassino. Espere ser engolido por uma bebê Maggie gigante e radioativa. Cerveja Duff e grandes donuts rosas são algumas das opções nos inúmeros restaurantes, como o “bar” Moe’s.

A Universal Studios Hollywood também tem um simulador dos Minions para crianças e outro dos Transformers para adultos. Para quem quiser bater perna e levar uns bons sustos, fique de olho nos horários para não perder a abertura do labirinto com zumbis da série “Walking Dead”. Em julho, sem data certa ainda, o parque reabre o brinquedo do filme “Jurassic Park”, após fechá-lo para reformas em 2018.

Uma das atrações mais antigas da Universal é o Studio Tour, e infelizmente dá para sentir sua idade.

Somos levados para um passeio pelos estúdios num veículo com monitores ruins. Os cenários de “Psicose” seguem intrigantes, mas o de “Tubarão” decepciona, principalmente depois de levar baforadas dos dragões de Harry Potter.


PACOTES

US$ 679 (R$ 2.600)
4 noites na Califórnia, na Top Brasil Turismo (topbrasiltur.com.br)
Hospedagem em quarto duplo. Inclui ingresso para parque. Sem passagem aérea

US$ 1.293 (R$ 4.951)
7 noites na Califórnia, na RCA Turismo (rcaturismo.com.br))
Hospedagem em quarto duplo, com café da manhã. Inclui ingresso para parque. Sem passagem aérea

US$ 1.480 (R$ 5.667)
4 noites na Califórnia, na Schultz (schultz.com.br)
Hospedagem em quarto quádruplo. Inclui locação de carro e ingresso para parques. Com passagem aérea

R$ 8.784
7 noites na Califórnia, na Maringá Lazer (maringalazer.com.br
Saída em 10 de setembro. Hospedagem em apartamento duplo. Inclui ingressos para parques. Com aéreo
 

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.