Painel

Editado por Fábio Zanini, espaço traz notícias e bastidores da política. Com Guilherme Seto e Danielle Brant

Salvar artigos

Recurso exclusivo para assinantes

assine ou faça login

Painel

Bolsonaro sonda Derrite para disputar Prefeitura de São Paulo em 2024

Secretário de Tarcísio seria representante do bolsonarismo raiz e aposta no tema da segurança pública

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

São Paulo

Secretário de Segurança Pública de Tarcísio de Freitas (Republicanos-SP), Guilherme Derrite (PL-SP) foi sondado pelo ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) para disputar a Prefeitura de São Paulo.

A consulta gerou empolgação em alas do Republicanos e do PP, partido ao qual Derrite foi filiado de 2018 a 2022 e onde estão muitos de seus aliados, que passaram a esboçar uma maneira de colocar o plano em prática. Uma das ideias é tentar construir uma chapa com as duas siglas e o PL, que então teria um candidato próprio.

O secretário tem dito que, a princípio, prefere continuar na administração estadual. A assessoria de comunicação de Derrite disse ao Painel que ele não comentará o assunto.

Jair Bolsonaro (PL), Tarcísio de Freitas (Republicanos) e Guilherme Derrite (PL) durante evento na Academia de Polícia Militar do Barro Branco, na zona norte de SP
Jair Bolsonaro (PL), Tarcísio de Freitas (Republicanos) e Guilherme Derrite (PL) durante evento na Academia de Polícia Militar do Barro Branco, na zona norte de SP - Zanone Fraissat-2.jun.2023/Folhapress

Derrite aparece como uma resposta para problemas que Bolsonaro tem enfrentado em relação à disputa pela Prefeitura de São Paulo em 2024.

Seu partido, o PL, quer apoiar a reeleição de Ricardo Nunes (MDB), mas o ex-presidente não o vê como um representante da direita. Tarcísio também tem indicado que pretende ficar ao lado do emedebista.

Já op deputado federal Ricardo Salles tem a simpatia de Bolsonaro, mas criou rivalidade com a cúpula do PL e hoje precisa de uma autorização do partido poder disputar a eleição por outra legenda.

Derrite, por sua vez, poderia se lançar como candidato pelo PL, o que agradaria à direção do partido, além de ter apoio de Tarcísio e oferecer uma candidatura do bolsonarismo raiz.

O secretário ainda participaria da disputa como representante da área da segurança pública, que tem sido vista por pré-candidatos como um dos temas centrais da campanha de 2024. A deputada federal Tabata Amaral (SP) fez esse cálculo ao convidar José Luiz Datena para se filiar ao PSB e, possivelmente, para a vice de sua chapa, como mostrou o Painel.

Oficial da reserva da Polícia Militar e deputado federal licenciado, Derrite notabilizou-se nos últimos anos por declarações vistas como um incentivo à letalidade policial, como quando afirmou ser vergonhoso um PM não matar três criminosos em cinco anos. Ele disse à Folha que errou ao fazer declarações do tipo.

Do final de julho ao início de setembro, a Polícia Militar realizou a Operação Escudo, em Guarujá, momento mais crítico da passagem de Derrite pela pasta até o momento.

Lançada após a morte a tiros de um policial da Rota na cidade do litoral paulista, a operação deixou 28 mortos, foi criticada por entidades de direitos humanos e foi alvo de denúncias de tortura por moradores da região.

LINK PRESENTE: Gostou deste texto? Assinante pode liberar cinco acessos gratuitos de qualquer link por dia. Basta clicar no F azul abaixo.

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Tópicos relacionados

Leia tudo sobre o tema e siga:

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.