Painel das Letras

Coluna assinada por Walter Porto, editor de Livros.

Salvar artigos

Recurso exclusivo para assinantes

assine ou faça login

Painel das Letras
Descrição de chapéu Livros

Stênio Gardel, que arrebatou prêmio internacional, prepara dois livros em 2024

Escritor venceu National Book Award com seu romance de estreia e já tem o próximo em vista na Companhia das Letras

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

A Companhia das Letras investe na literatura de Stênio Gardel no próximo ano, e não é à toa —o escritor cearense acaba de vencer um prêmio até então inédito para um brasileiro, o National Book Award, ao lado de sua tradutora Bruna Dantas Lobato.

homem branco de óculos relativamente calvo
O escritor Stênio Gardel, autor do romance 'A Palavra que Resta' - Fernanda Oliveira/Divulgação

A versão em inglês de seu romance de estreia, "A Palavra que Resta", ganhou a categoria de literatura traduzida da prestigiosa distinção americana. E Gardel já prepara o segundo para o ano que vem —ainda em estágio inicial, o livro contará a história de três gerações de mulheres que sobrevivem num lixão.

Já o outro lançamento, mais avançado, será uma obra ilustrada e feita em parceria com o artista plástico Nelson Cruz, a sair pela Companhia das Letrinhas. "Bento Vento Tempo", escrito em formato de cordel, conta o passeio de bicicleta de um garoto com seu avô Cacá, que está perdendo a memória, por uma feira na cidade.

FLIPETASocorro Acioli, outra autora do Ceará que tem feito sucesso —foi campeã de vendas na Livraria da Travessa na Flip 2023—, também está prestes a publicar um inédito na Planeta. Será um livro de memórias que narra sua transformação através da escrita.

OUTRA FLIPETA Ainda no rescaldo da Flip, a versão canadense de "Solitária", romance de Eliana Alves Cruz, será a primeira tradução estrangeira do selo Alchemy, do grupo editorial Knopf. E será editada por uma das convidadas da mais recente festa literária de Paraty —ninguém menos do que a poeta Dionne Brand.

MÓRBIDA SEMELHANÇA A Dublinense põe suas fichas em romances cujos direitos arrematou com suor e lágrimas: a "Trilogia dos Gêmeos", considerada a obra-prima da húngara Ágota Kristóf. São três livros curtos escritos nos anos 1980, "O Grande Caderno", "A Prova" e "A Terceira Mentira", que usam gêmeos como alegoria para as forças que dividem a Europa. A série está fora de catálogo há décadas e vem passando por uma revalorização internacional, alvo de diversas editoras estrangeiras. Diego Grando trabalha na tradução para o fim de 2024.

MEDO E DELÍRIO E a Carambaia vai lançar seu centésimo livro, mil exemplares numerados de "Noite da Taverna", de Álvares de Azevedo, pioneiro na literatura de terror. O projeto gráfico de Silvia Nastari, ao estilo gótico, tem capa feita em tipografia do século 19.

LINK PRESENTE: Gostou deste texto? Assinante pode liberar cinco acessos gratuitos de qualquer link por dia. Basta clicar no F azul abaixo.

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.