Descrição de chapéu Obituário Geraldo Sobral Rocha (1942 - 2019)

Mortes: Cineasta, fez vídeo para celebrar 10 anos de Brasília

Geraldo Sobral Rocha morreu na segunda (29), aos 77 anos

Júlia Zaremba
São Paulo

O cineasta Geraldo Sobral Rocha recebeu uma missão em 1970: dirigir um vídeo institucional para celebrar os dez anos da nova capital federal. Com a ajuda de seus alunos do curso de cinema da UnB (Universidade de Brasília), fez "Brasília Ano 10", registro da época com imagens de corrida de carros, veleiros no lago Paranoá e crianças brincando no chão de barro. 

Nascido na cidade de Floriano, no Piauí, Geraldo fez parte da primeira turma de cinema da UnB, onde depois trabalhou como professor do curso de comunicação. Foi um dos fundadores do Clube de Cinema de Brasília e foi próximo de Glauber Rocha e Nelson Pereira dos Santos. 

Trabalhou, na década de 70, como assessor político do senador Petrônio Portella (1925-1980). Só não gostava de vestir terno e gravata. Pediu um ano de licença para trabalhar na biblioteca do Senado, onde poderia trabalhar com o que mais gostava: livros. 

O cineasta Geraldo Sobral Rocha (1942-2019)
O cineasta Geraldo Sobral Rocha (1942-2019) - Arquivo pessoal

Também era um ávido leitor de jornais —lia dois ou três por dia. Não à toa: estudou jornalismo em Teresina na década de 60 e chegou a trabalhar em veículos locais. Volta e meia, ainda dedicava tempo para estudar história, geral e do Brasil. 

Em casa, era reservado. Vivia em seu cantinho de leitura. Seu lado comunicativo —e boêmio— aflorava entre amigos. Todos os sábados, passava horas com uma turma em um bar da capital. E, duas vezes por semana, jogavam pôquer. 

Foi em uma mesa de jogo, aliás, que conheceu a esposa, na década de 70. Ela, viúva. Ele, noivo. Casaram-se cerca de um ano depois. 

Geraldo viveu 41 anos com um rim transplantado. Não resistiu a um câncer. Morreu na segunda (29), aos 77 anos. Deixa a esposa, dois filhos e três netos.


coluna.obituario@grupofolha.com.br

Veja os anúncios de mortes

Veja os anúncios de missas​​

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.