Após sentir joelho esquerdo, Neymar fica fora de treino da seleção

CBF ainda avalia lesão do jogador, mas descartou se tratar de algo mais grave

Diego Garcia Marcos Guedes
Teresópolis

O atacante Neymar está fora do treino da seleção brasileira desta quarta-feira (29), na Granja Comary, em Teresópolis, onde o elenco treina para a disputa da Copa América.

O jogador ainda se recupera de um desconforto no joelho esquerdo, sentido durante a atividade desta terça (28). O camisa 10 passou por exames depois do treinamento, sob a fiscalização do médico da CBF (Confederação Brasileira de Futebol), Rodrigo Lasmar.

Neymar durante treino da seleção no último dia 25, na Granja Comary
Neymar durante treino da seleção no último dia 25, na Granja Comary - Mauro Pimentel/AFP

De acordo com Lasmar, o atleta permanece com dores no joelho esquerdo e por isso não treinou no campo com os demais. Ele permanece em tratamento com o setor de fisioterapia da CBF e fará atividades na academia. O treinamento comandado por Tite no gramado só teve os primeiros 30 minutos abertos à imprensa.

Segundo a CBF, o jogador seguirá em observação, passando por avaliações diárias.

Neymar se juntou ao elenco da seleção brasileira no último sábado (25), em um helicóptero particular. O atacante Gabriel Jesus, companheiro de camisa 10 no ataque e amigo pessoal do jogador, disse que vê o atleta bem fisicamente.

"Óbvio que não está 100%, mas está uns 90%. Ele está bem, muito bem, para a nossa felicidade", apontou Jesus.

Assim, a princípio, a comissão técnica não está preocupada em ter que perder Neymar para a Copa América. Mesmo assim, vai aguardar os exames.

Neymar sentiu o joelho após trocar de chuteiras e chutar uma bola. Deixou a atividade antes do fim, com direção aos vestiários, demonstrando dores.

Neymar já enfrentou problemas recentes por lesões. No começo de 2019, ficou afastado por dois meses por fratura no quinto metatarso do pé direito.

No ano passado, o jogador enfrentou a mesma lesão, passando, inclusive, por procedimento cirúrgico. Ele voltou a jogar às vésperas da Copa do Mundo da Rússia.

Também em 2018, Neymar se ausentou do Paris Saint-Germain em seis partidas, em períodos distintos do ano, por dores na coxa direita, além de um jogo por dores na costela.

Nesta quarta, chegaram o zagueiro Miranda e o meia Lucas Paquetá. Eles se juntaram ao elenco que já estava em Teresópolis à disposição de Tite.

Faltam se apresentar à seleção os atacantes Firmino e Everton, o goleiro Alisson, o lateral Fagner e o goleiro Cássio.

Firmino e Alisson estarão em campo no próximo sábado, pela final da Liga dos Campeões, quando vão defender o Liverpool contra o Tottenham. Eles são aguardados na CBF a partir da semana que vem.

Everton, por sua vez, deve chegar antes, já que será liberado pelo Grêmio após o confronto contra o Juventude, pela Copa do Brasil. Cássio e Fágner serão os últimos a chegar, depois que o Corinthians enfrentar o Flamengo, no dia 4.

Tite ainda não anunciou a equipe que vai a campo nos amistosos e na Copa América. Porém, de acordo com seu auxiliar Cléber Xavier, a equipe titular está definida pela comissão técnica.

O técnico se reuniu com seus auxiliares no último sábado para definir detalhes sobre a competição. Até o presidente da CBF, Rogério Caboclo, participou. No encontro, entre outros temas, ficou definido que Neymar não seria mais capitão do Brasil.

​No dia seguinte, foi avisado por Tite que não seria mais o capitão da seleção brasileira, após indisciplina no PSG. O lateral Daniel Alves, 36, herdou a faixa.

Mesmo assim, o jogador não demonstrou incômodo com a perda da braçadeira. Daniel Alves é um de seus melhores amigos no futebol.

No treino de terça, antes de sentir o joelho, o camisa 10 do Brasil ainda levou uma bola entre as pernas do lateral-direito Weverton, da base do Cruzeiro, chamado pela comissão técnica para completar os treinos da seleção principal. Neymar não gostou do lance e puxou o jovem, que foi ao chão.

Gabriel Jesus afirmou que o elenco tirou sarro de Neymar por conta da jogada.

"Claro que (todo mundo) zoa, é normal, é o futebol. Todo mundo gosta de dar caneta e ninguém gosta de tomar. Eu comentei com ele, zoei, é normal. Acontece. Eu quando tomo caneta fico bravo, todo mundo fica. Tem que aceitar", disse Jesus.

CONFIRA OS PRÓXIMOS JOGOS DA SELEÇÃO BRASILEIRA

Amistosos:
05/6 - Brasil x Qatar, em Brasília, às 21h30 (de Brasília)
09/9 - Brasil x Honduras, em Porto Alegre, às 16h (de Brasília)

Copa América:
14/6 - Brasil x Bolívia, em São Paulo, às 21h30 (de Brasília)
18/6 - Brasil x Venezuela, em Salvador, às 21h30 (de Brasília)
22/6 - Peru x Brasil, em São Paulo, às 16h (de Brasília)

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.