Cafu recebe apoio de ex-atletas e pede orações após morte do filho

Ex-lateral usou as redes sociais para falar sobre sua perda

São Paulo

O ex-jogador Cafu, 49, usou as redes sociais para se manifestar pela primeira vez após a morte de seu filho Danilo Feliciano de Morais, aos 30 anos, vítima de um infarto, na quarta-feira (4).

O ex-capitão da seleção brasileira postou uma mensagem em seu Instagram e recebeu apoio de outros ex-atletas.

"Obrigado por cada mensagem, pela preocupação, e por todo carinho de vocês! Estou lendo todas as mensagens, mas infelizmente não vou conseguir responder a todos!", escreveu Cafu. "Mas esse apoio de vocês faz toda diferença na minha recuperação e de toda minha família. Que todos continuem orando por nós", acrescentou.

Danilo (de preto) se sentiu mal depois de jogar futebol por dez minutos - Reprodução/Instagram
Danilo (de preto) se sentiu mal depois de jogar futebol por dez minutos - Reprodução/Instagram - @wellingtonfeliciano Instagram

Logo após a publicação, o colombiano James Rodriguez, atualmente no Bayern de Munique, comentou o post. "Muita força para você e sua família, Cafu."

O ex-atacante Amoroso, 45, também se manifestou. " e amo irmão e amo sua família, saiba disso! Força eterna, capitão", escreveu. 

Nas redes sociais, atletas, times nacionais, como o São Paulo, e internacionais, como a Roma (ITA), colegas do ex-jogador e a CBF lamentaram a morte.

Danielo era o  mais velho dos três filhos do ex-lateral do São Paulo e da seleção com a mulher, Regina.

 

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.