Descrição de chapéu Futebol Internacional

Em Madri, Barcelona tenta se aproveitar de instabilidade do Real

Equipe de Zinedine Zidane vem de duas derrotas seguidas, por liga e Champions

São Paulo

Duas derrotas seguidas, perda da liderança do Campeonato Espanhol e classificação em risco na Champions League. O cenário vivido pelo Real Madrid não é dos melhores para receber neste domingo (1º) o Barcelona, no Santiago Bernabéu, pela 26ª rodada da liga espanhola.

O Fox Premium, canal à la carte do grupo Fox, transmite com exclusividade a partida, que acontece às 17h (de Brasília).

Duelo entre as equipes no primeiro turno terminou empatado em 0 a 0
Duelo entre as equipes no primeiro turno terminou empatado em 0 a 0 - Albert Gea/Reuters

No último fim de semana, o Real Madrid perdeu a liderança do Espanhol justamente para o Barcelona. Os catalães golearam no sábado (22) o Eibar, por 5 a 0, com quatro gols de Lionel Messi, e ultrapassaram o rival para assumir a ponta da tabela.

No domingo (23), a equipe de Zinedine Zidane perdeu para o Levante por 1 a 0 e terminou a rodada na segunda colocação.

Três dias depois, com a possibilidade de se recuperar da queda na liga local, o time da capital espanhola recebeu o Manchester City, no Santiago Bernabéu, e chegou a sair na frente do placar, com gol de Isco. Contudo, Gabriel Jesus e Kevin De Bruyne viraram para os ingleses, que precisarão de um empate em Manchester para assegurar a classificação às quartas de final do torneio europeu.

Inevitável para os catalães é a lembrança das duas visitas em quatro dias do Barça à casa do rival na temporada passada, quando dois triunfos da equipe de Messi instalaram uma crise no clube madrileno, que terminou em hecatombe com a eliminação da Champions na sequência.

No dia 27 de fevereiro de 2019, o Barcelona foi ao Bernabéu e venceu o Real, então comandado por Santiago Solari, por 3 a 0 em jogo válido pela semifinal da Copa do Rei. A partida de ida havia terminado empatada em 1 a 1.

O confronto seguinte, pelo Campeonato Espanhol, no dia 2 de março, viu o clube da Catalunha sair vitorioso de Madri mais uma vez. O croata Rakitic marcou o gol do triunfo por 1 a 0, que fez com que o Barcelona abrisse 12 pontos de vantagem sobre o Real e avançasse com tranquilidade à conquista do título espanhol.

Com Solari pressionado e a perda de duas possibilidades de título em poucos dias, restou ao Real Madrid a Champions League, torneio que o clube havia faturado nas três edições anteriores, sob o comando de Zidane.

Após vencer o Ajax em Amsterdã por 2 a 1, no jogo de ida das oitavas de final, foi surpreendido pelos holandeses na volta e terminou eliminado da competição com a derrota por 4 a 1. Dessa forma, a equipe já encerrava a temporada em março, tendo conquistado somente uma taça, a do Mundial de Clubes.

A lembrança positiva das vitórias em 2019 e o momento instável do rival ajudam a construir um cenário favorável ao Barça, que tem a possibilidade de aumentar a vantagem na liderança do Espanhol em um local no qual tem estado bastante à vontade nos últimos anos.

Dos últimos 11 jogos pela liga espanhola no Santiago Bernabéu, os catalães venceram 8.

"[O retrospecto] É bom, mas não entra em campo. Estamos confiantes, pois temos um forte time para vencer, mas sabemos que é muito difícil. Temos de focar no presente, e não mais no passado", afirmou o goleiro Ter Stegen, que não sofre um gol no Santiago Bernabéu desde agosto de 2017.

Principal goleador do Real no Campeonato Espanhol com 18 gols, cinco atrás do artilheiro da liga, Messi, o francês Karim Benzema não marca desde 1º de fevereiro, quando anotou na vitória sobre o rival Atlético de Madrid. De lá para cá, já são cinco partidas de seca para o camisa 9.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.