Superliga de vôlei se fecha em Saquarema para definir campeões

'Bolha' será realizada em duas etapas; semifinais femininas começam nesta sexta (26)

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

São Paulo

Interrompida há um ano sem a definição de campeões para a temporada 2019/20, a Superliga fechará os semifinalistas dos torneios feminino e masculino para tentar concluir a temporada 2020/21 no centro de desenvolvimento da Confederação Brasileira de Voleibol (CBV), em Saquarema (RJ).

A disputa das semifinais femininas, com a série melhor de três partidas, começará nesta sexta-feira (26). Às 19h, Osasco São Cristóvão Saúde e Dentil/Praia Clube fazem o primeiro confronto. Às 21h30 será a vez das últimas campeãs, do Itambé/Minas, desafiarem o Sesi Bauru. Ambos os jogos serão transmitidos pelo canal SporTV 2.

A segunda partida está prevista para domingo. Se necessário, o último confronto será na terça (30). As finais serão realizadas na sequência, para então os times femininos deixarem o centro e começar a disputa das semifinais masculinas, em 7 de abril.

Em Saquarema, cada delegação poderá reunir até 22 pessoas e ficará confinada numa área total de 110 mil metros quadrados. Não haverá presença de público, e o acesso da imprensa será restrito à equipe de transmissão dos jogos.

Os times se revezarão para utilização das quatro quadras do local e de outras dependências –no restaurante, por exemplo, será permitido duas equipes por vez, uma em cada buffet, mantendo o distanciamento.

Logo na chegada, nesta quinta, atletas, comissões técnicas, arbitragem, funcionários da CBV e fornecedores foram testados. A entidade adquiriu 416 testes e 5.000 máscaras –o uso não será obrigatório durante treinos e jogos.

Caso alguém receba diagnóstico positivo para o vírus, será isolado e ficará sob cuidados do departamento médico da confederação.

Apesar de todas as medidas sanitárias, Adriana Behar, CEO da CBV, admite receio de a bolha não ser suficiente. “O principal desafio é ter um ambiente onde realmente todos sigam rigidamente o protocolo médico”, afirmou Behar. “O vírus coloca todos em risco. Nós nos estruturamos, claro, para minimizar esse risco, mas ele é permanente na situação em que vivemos.”

A conclusão da atual temporada foi colocada em xeque ainda na primeira fase, com surtos da doença em diversas equipes. Ao todo, 24 jogos foram remarcados por causa dos infectados (14 partidas no masculino e 10 no feminino).

Segundo a entidade, 160 pessoas –entre atletas e membros de comissões técnicas– receberam diagnóstico positivo de Covid-19.

“Estamos seguindo todas as orientações do nosso departamento médico para criar um ambiente mais controlado possível, mas em nenhum lugar do mundo alguém se sente 100% seguro”, completa Behar.

Essa não é a primeira vez que a CBV recorre ao modelo de bolha. Já havia implantado na Copa do Brasil, entre janeiro e fevereiro deste ano, e no Troféu Super Vôlei, em outubro de 2020.

Para a Superliga, a confederação chegou a sugerir o confinamento na fase das quartas de final, mas a maioria dos dirigentes rejeitou a proposta. Eles não concordaram com a proposta de fazer até três jogos em um intervalo de três dias, mas se comprometeram em analisar o cenário para as semifinais.

Com o colapso nos sistemas de saúde, governadores João Doria (PSDB), de São Paulo, e Romeu Zema (Novo), de Minas Gerais, suspenderam, nas últimas semanas, as realizações de quaisquer competições nos estados.

Thaisa e Macris festejam ponto pelo Minas na semifinal da Superliga
Thaisa e Macris comandam o Minas na semifinal da Superliga - William Lucas/Inovafoto/CBV

Ainda pelas quartas de final, no masculino, o Vôlei Um, de Itapetininga (SP), atuou como mandante em Contagem (MG) e passou pelo favorito Cruzeiro, numa das maiores zebras da história da competição. No feminino, o Sesi Bauru teve que mandar o seu terceiro confronto contra o Sesc RJ/Flamengo no Rio de Janeiro. Também triunfou.

Para o técnico Paulo Coco, do Praia, a bolha deixará a reta final ainda mais equilibrada, algo que tem prevalecido nos duelos do seu time contra o Osasco, adversário desta sexta. Esse será o quinto encontro entre mineiras e paulistas na temporada, e até o momento são duas vitórias para cada lado.

O Osasco levou a melhor no turno e no returno da Superliga (3 a 2 e 3 a 0), enquanto o Praia conseguiu suas duas vitórias em Saquarema, pelas semifinais do Troféu Super Vôlei (3 a 1) e da Copa do Brasil (3 a 0).

“Não existe o fator quadra. Já não havia torcida, e os times, agora, não estarão nas quadras a que estão habituados. Antigamente, você conseguia imaginar quem chegaria nas finais da Superliga e, hoje, estamos vendo como é difícil enumerar os quatro times semifinalistas no masculino e feminino", disse Coco.

No outro confronto, o Sesi Bauru terá que vencer o Minas, líder na fase classificatória, pela primeira vez nesta temporada para ir à decisão do título. Em dois jogos pela Superliga e outro pela semifinal da Copa do Brasil, a equipe de Belo Horizonte acabou vitoriosa, todos por 3 sets a 1.

Semifinais da Superliga feminina de vôlei

Sexta (26)

Osasco São Cristóvão Saúde (SP) x Dentil/Praia Clube (MG), às 19h

Itambé/Minas (MG) x Sesi Vôlei Bauru (SP), às 21h30

Domingo (28)

Dentil/Praia Clube (MG) x Osasco São Cristóvão Saúde (SP), às 19h

Sesi Vôlei Bauru (SP) x Itambé/Minas (MG), às 21h30

Terça (30) - se necessário

Osasco São Cristóvão Saúde (SP) x Dentil/Praia Clube (MG), às 16h30

Itambé/Minas (MG) x Sesi Vôlei Bauru (SP), às 19h

Todos os jogos serão realizados em Saquarema e terão transmissão do SporTV 2

Semifinais da Superliga masculina de vôlei

Quarta (7)

Vôlei UM Itapetininga (SP) x Minas Tênis Clube (MG), às 16h30

EMS Taubaté Funvic (SP) x Vôlei Renata (SP), às 19h

Sábado (10)

Minas Tênis Clube (MG) x Vôlei UM Itapetininga (SP), às 19h

Vôlei Renata (SP) x EMS Taubaté Funvic (SP), às 21h30

Segunda (12) - se necessário

Vôlei UM Itapetininga (SP) x Minas Tênis Clube (MG), às 19h

EMS Taubaté Funvic (SP) x Vôlei Renata (SP), às 21h30

Todos os jogos serão realizados em Saquarema e terão transmissão do SporTV 2

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.