Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
12/07/2010 - 22h29

Goleiro reserva ataca de mestre de cerimônias e encerra festa da Espanha nas ruas de Madri

Publicidade

DA EFE

O goleiro espanhol Pepe Reina, reserva da seleção que conquistou a Copa do Mundo, fechou as comemorações do time nas ruas de Madri com um discurso no qual elogiou seus companheiros e a torcida.

"Queremos agradecê-los porque a força de vocês chegou até nós", disse Reina às milhares de pessoas que esperaram por mais de três horas pela chegada da equipe à esplanada da Puente del Rey, ponto final da carreata por Madri.

"Tudo começou há dois anos e 13 dias com o gol na Alemanha, nos fez acreditar e por isso ganhamos o Mundial. Fernando Torres!", gritou o goleiro, lembrando o gol do atacante espanhol na final da Eurocopa-2008.

Reina fez questão de citar e elogiar todos os seus companheiros de seleção, repetindo sua atuação como mestre de cerimônias após a conquista do título europeu há dois anos, e enalteceu hoje especialmente o técnico da Espanha, Vicente del Bosque.

"A bondade em pessoa, o homem correto, o técnico que nos trouxe até aqui, que nos fez ganhar a taça, a que todos queríamos, dom Vicente del Bosque", disse Reina após pedir aplausos para todos os integrantes da delegação espanhola.

Antes da fala do goleiro reserva, quem discursou foi o titular e capitão da seleção, Iker Casillas, para quem os jogadores realizaram um sonho que tinham desde que eram muito pequenos.

Em alusão ao polvo "vidente" Paul, o meio-campista do Barcelona Iniesta, autor do gol do título, brincou com um polvo de mentira nas cores do time catalão, e disse que graças ao animal a Espanha foi campeã do mundo.

"Não é só ganhar, mas como se ganha. Eles [os jogadores] foram um exemplo para todos. Obrigado pelo apoio e a energia que nos mandaram", arrematou Del Bosque.

Depois das palavras dos campeões, o cantor David Bisbal voltou a animar o grande público presente, que sob o forte calor em Madri viu os afônicos Pepe Reina e Sergio Ramos dividirem o microfone com o artista na hora de cantar o tema oficial do Mundial da África do Sul.

A festa acabou com fogos de artifício enquanto Iniesta, o herói do título, era jogado para cima por seus companheiros ao som de "We Are the Champions", do Queen.

 

Publicidade

Publicidade

Publicidade


 

Voltar ao topo da página