Descrição de chapéu Cinema mostra de cinema

Mostra de São Paulo premia 'Glauber, Claro', 'Mosquito' e outros filmes; veja a lista

Vencedores foram escolhidos por júri, público e crítica; 'Valentina' e 'Chico Rei entre Nós' foram destaques

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

São Paulo

A Mostra Internacional de Cinema de São Paulo anunciou, nesta quarta-feira (4), os vencedores de sua 44ª edição. A cerimônia de premiação aconteceu no parque Ibirapuera e foi transmitida online em tempo real. Renata de Almeida, diretora do evento, e o apresentador Serginho Groisman foram os anfitriões da noite.

Entre os críticos, os prêmios de melhor título nacional e de melhor título estrangeiro foram para "Glauber, Claro" e "Mosquito", nesta ordem. Já a Abraccine premiou "Êxtase", de Moara Passoni, como melhor longa nacional de um diretor estreante.

Guta Stresser e Thiessa Woinbackk, mãe e filha no filme, estão na mesa de jantar; elas olham uma para a outra
Guta Stresser e Thiessa Woinbackk em cena do filme 'Valentina', exibido na Mostra de Cinema de SP - Divulgação

O público, por sua vez, escolheu "Welcome to Chechnya" como melhor documentário e "Não Há Mal Algum" como melhor ficção estrangeiros. Os brasileiros laureados pelos espectadores foram o documentário "Chico Rei entre Nós" e o drama "Valentina".

Já o júri da Mostra escolheu como recipientes do troféu Bandeira Paulista os longas "17 Quadras", na categoria documentário, e "Eyimofe", em ficção. Também decidiu distribuir menções honrosas à atriz Thiessa Woinbackk, protagonista de "Valentina", e ao filme "Chico Rei entre Nós".

Foi virtualmente que boa parte das sessões desses e de outros longas aconteceram. No total, 65.519 entradas foram vendidas até a tarde desta terça pela plataforma Mostra Play, serviço de streaming criado exclusivamente para o festival. Nas parceiras Spcine Play, Sesc Digital e Belas Artes à la Carte, foram 30.610 até o domingo. Sessões em drive-ins e no Ibirapuera somaram pelo menos 3.700 espectadores.

Além de laurear os melhores filmes desta edição, a cerimônia desta quarta também homenageou o cineasta Walter Salles, que recebeu um prêmio especial da Federação Internacional de Arquivo de Filmes. O prêmio Leon Cakoff foi para a produtora Sara Silveira.

Os funcionários da Cinemateca, por sua vez, foram os recipientes do prêmio Humanidade, pela manutenção do acervo do local em meio ao descaso do governo em relação ao órgão.

"A gente queria agradecer a todo mundo que consegue enxergar que essa luta não é só pela Cinemateca, mas é pelo país", disse Leandro Pardí, em nome dos funcionários, ao aceitar o prêmio. "É uma emoção enorme estar aqui e dizer que a gente segue vigilante, a gente segue atento. Esse prêmio é um reconhecimento de que a sociedade está entendendo o que está acontecendo."

Mesmo que a Mostra tenha acabado, oficialmente, nesta quarta, cerca de cem filmes de sua seleção continuam disponíveis pela internet até o dia 8 de novembro, na tradicional repescagem. Os ingressos seguem custando R$ 6.​

*

Vencedores da 44ª Mostra de SP

Prêmio do Júri - Melhor Documentário (Competição Novos Diretores)
"17 Quadras", de Davy Rothbart

Prêmio do Júri - Melhor Ficção (Competição Novos Diretores)
"Eyimofe", de Arie Esiri e Chuko Esiri

Menção honrosa do júri
"Chico Rei entre Nós", de Joyce Prado
Thiessa Woinbackk, pela atuação no filme "Valentina"

Prêmio do Público - Melhor Documentário Brasileiro
"Chico Rei entre Nós", de Joyce Prado

Prêmio do Público - Melhor Filme de Ficção Brasileiro
"Valentina", de Cássio Pereira dos Santos

Prêmio do Público - Melhor Documentário Internacional
"Welcome to Chechnya", de David France

Prêmio do Público - Melhor Filme de Ficção Internacional
"Não Há Mal Algum", de Mohammad Rasoulof

Prêmio da Crítica - Melhor Filme Internacional
"Mosquito", de João Nuno Pinto

Prêmio da Crítica - Melhor Filme Brasileiro
"Glauber, Claro", de César Meneghetti

Prêmio da Abraccine - Melhor Filme Brasileiro de Diretor Estreante
"Êxtase", de Moara Passoni

Prêmio Incubadora Paradiso (apoio ao desenvolvimento de novos filmes)
"Neuros", de Guilherme Coelho

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.