Shakira, depois de Bob Dylan e Neil Young, vende direitos de todas as suas músicas

A compra do catálogo das 145 canções da cantora foi anunciada nesta quarta pelo fundo britânico Hipgnosis Songs

Belo Horizonte

A cantora colombiana Shakira vendeu 100% da participação em seu catálogo musical para o fundo de investimento britânico Hipgnosis Songs —o mesmo que, na semana passada, comprou os direitos autorais de Neil Young. O acordo, anunciado nesta quarta-feira (13), inclui todas as 145 canções compostas pela artista em seus 25 anos de carreira.

​Segundo o jornal espanhol El País, porém, suas músicas continuarão sendo administradas pela gravadora Sony por mais sete anos.

Num comunicado enviado ao jornal, Shakira disse que ser compositora é uma conquista que considera igual e até maior do que ser cantora e artista.

“Sei que a Hipgnosis será uma ótima casa para o meu catálogo e estou muito feliz por fazer parceria com esta empresa, que valoriza verdadeiramente os artistas e suas criações e é uma aliada para compositores que se importam profundamente com a vida de suas canções", escreveu.

Nas redes sociais, a empresa que comprou o catálogo deu as boas-vindas à artista e falou sobre a importância dela para a música mundial.

“O que ninguém deve desprezar é que Shakira é uma das compositoras mais sérias e bem-sucedidas dos últimos 25 anos, tendo escrito ou coescrito praticamente todas as músicas que ela já gravou”, disse o fundador da empresa, Merck Mercuriadis, na publicação.

Vencedora de três prêmios Grammy e 12 troféus no Grammy Latino, Shakira vendeu mais de 80 milhões de discos, o que faz dela uma das cantoras de maior sucesso da América Latina.

Além disso, a colombiana integra a restrita lista das três artistas femininas que superaram a marca de 2 bilhões de visualizações no YouTube. Hoje, sua composição “Waka Waka (This Time for Africa)”, tema da Copa do Mundo de 2010, registra mais de 2,7 bilhões de reproduções.

Com isso, a compositora de hits como “Hips Don’t Lie”, “Loca” e “Gypsy” se torna a mais recente artista a vender a participação em suas músicas —uma lista que vem crescendo rapidamente nos últimos meses.

Na última quarta-feira (6), o músico canadense Neil Young anunciou a venda de metade da participação em suas 1.080 músicas para o mesmo Hipgnosis Fund. Antes dele, em dezembro do ano passado, a Universal Music comprou o catálogo com 600 canções de Bob Dylan.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.