Banco Central da Turquia eleva taxa de juros para 24%

Moeda do país perdeu 40% de seu valor ante o dólar nesta semana

Istambul

O banco central da Turquia elevou sua taxa básica de juros em 6,25 pontos percentuais nesta quinta-feira (13), em uma medida que impulsionou a lira e pode aliviar as preocupações dos investidores sobre a influência do presidente Tayyip Erdogan sobre a política monetária.

O banco aumentou a taxa de recompra de uma semana para 24%, o que significa que os aumentos chegam agora a um total de 11,25 pontos desde o final de abril, em uma tentativa de conter as perdas da lira.

Tayyip Erdogan, presidente da Turquia
Tayyip Erdogan, presidente da Turquia - Umit Bektas/Reuters

A decisão foi tomada apesar de Erdogan ter repetido sua oposição aos juros altos nesta quinta-feira, dizendo que a inflação elevada é resultado de decisões erradas do banco central.

Todos os 11 economistas em pesquisa da Reuters esperavam que o banco apertasse a política monetária, mas com as previsões de alta variando entre 2,25 e 7,25 pontos percentuais conforme o banco pondera preocupações com a fraqueza da lira junto com a desaceleração econômica.

A lira se firmou para cerca de 6,01 contra o dólar após a decisão, de mais de 6,4176 por dólar antes.

A moeda perdeu 40% de seu valor ante o dólar nesta semana, devido a preocupações com a influência de Erdogan sobre a política monetária e mais recentemente com a disputa diplomática entre Turquia e Estados Unidos.

Erdogan, autoproclamado "inimigo das taxas de juros", assumiu novos poderes sobre um sistema presidencial executivo após eleição em junho e nomeou seu genro como ministro das Finanças.

Em agosto, a inflação ao consumidor atingiu 17,9%, nível mais alto desde o final de 2003, levando o banco central a afirmar que iria ajustar sua postura monetária na reunião de setembro diante de "riscos significativos" à estabilidade de preços.

Reuters
Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.