Musk promete sistema de transporte de alta velocidade em Los Angeles para dezembro

O Hyperloop foi projetado para aliviar engarrafamentos

Nova York | AFP

O magnata controverso Elon Musk disse que seu sistema de transporte de alta velocidade em Los Angeles, o Hyperloop, projetado para aliviar os engarrafamentos, será lançado no dia 10 de dezembro.

A primeira viagem será usada inicialmente para testes e o público ainda deve esperar para utilizá-lo como transporte.

"O primeiro túnel está quase pronto", escreveu Musk na noite de domingo (21) em sua conta no Twitter. "Inauguração em 10 de dezembro", acrescentou.

O executivo da Tesla, companhia de carros elétricos, disse em outra postagem que haverá um evento oficial nessa noite e "passeios livres para o público no dia seguinte."

A Boring, empresa de túneis criado pelo empresário, promove a construção dessas infraestruturas para diminuir os engarrafamentos nas grandes cidades.

Em Los Angeles, a companhia apresentou o projeto de transporte em maio passado, que ligaria as linhas de metrô existentes.

Os veículos, um tipo de cápsula cilíndrica, são abordados em estações na superfície e se deixam cair abaixo do solo através de um tipo de elevador, para se unir a uma rede de estradas de alta velocidade, onde circulam magneticamente a uma velocidade de até 485 km/h.

Eles podem transportar uma pessoa por vez. Os usuários pagariam um dólar para chegar, por exemplo, ao Aeroporto Internacional de Los Angeles a partir do centro administrativo em menos de 10 minutos.

Elon Musk é um prolífico criador de empresas inovadoras de todos os tipos, mas acima de tudo, de transporte.

Além da Tesla, ele fundou a SpaceX e lançou o ambicioso projeto Hyperloop. No entanto, seu comportamento aparentemente impulsivo às vezes gera cautela entre investidores.

Recentemente, Musk foi forçado a renunciar como presidente do conselho de Tesla no final de uma investigação da SEC (Securities and Exchange Commission), xerife do mercado americano, que o acusou de "fraude" após o executivo dizer em um tuíte, sem fornecer provas, que tinha fundos para fechar o capital da empresa.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.