Preço do petróleo despenca e caminha para a semana mais fraca em 6 meses

Estoques de petróleo dos EUA atingem nível mais alto desde 2017 e derrubam preço do barril

Londres | Reuters

Os contratos futuros do petróleo caem cerca de 5% nesta quinta-feira (23) e acentuam queda da sessão anterior de 1,65%. A guerra comercial entre Estados Unidos e China e o aumento de estoques americanos reduzem as perspectivas de demanda. A cotação do barril do tipo Brent é vendida a US$ 67 (R$ 273,42) por volta das 13h23. A queda se encaminha para a maior baixa diária e semanal em seis meses.

Funcionario da Petrobras coleta amostra em unidade de bombeio de petroleo no interior da Bahia. Exploracao do petroleo cai nos ultimos anos em meio a crise da Petrobras.
Os estoques de petróleo dos EUA atingiram os seus níveis mais altos desde julho de 2017, derrubando o preço do barril - Folhapress

O contrato nos EUA recuava cerca de 5% às 11h30, para US$ 58,28 por barril. No Brasil, as ações preferenciais (mais negociadas) da Petrobras caem 1,71%, a R$ 25,84.

Os estoques de petróleo dos EUA aumentaram na semana passada, atingindo seus níveis mais altos desde julho de 2017, informou a Administração de Informações sobre Energia do governo na quarta (23), enquanto dados da indústria também mostraram um aumento nos estoques de petróleo dos EUA.

"Os números das manchetes são deprimentes o suficiente...", disse Tamas Varga, do PVM Oil Associates, em nota.

Também pessimista é a atual guerra comercial entre os Estados Unidos e a China, que está nublando o crescimento econômico e, com isso, as previsões de demanda de petróleo.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.