Elon Musk ultrapassa Zuckerberg e se torna o 3º mais rico do mundo

Fortuna do empresário da Tesla subiu US$ 82,2 bilhões somente neste ano, segundo ranking da Bloomberg

São Paulo

Elon Musk, fundador da Tesla e da SpaceX, se tornou a terceira pessoa mais rica do mundo de acordo com Índice de Bilionários da Bloomberg.

A fortuna de Musk é avaliada atualmente em US$ 110 bilhões (R$ 593 bilhões), após ter subido US$ 82,2 bilhões (R$ 443,5 bilhões) somente neste ano —o maior ganho observado entre as 500 pessoas mais ricas do mundo, de acordo com a Bloomberg.

Com a disparada, Musk ultrapassou a quantia de Mark Zuckerberg, presidente do Facebook, que ocupava o terceiro lugar no ranking. A fortuna de Zuckerberg é avaliada em US$ 104 bilhões (R$ 561 bilhões).

Elon Musk, fundador da SpaceX, em palestra durante a Convenção Satellite 2020, em Washington
Elon Musk, fundador da SpaceX, em palestra durante a Convenção Satellite 2020, em Washington - Brendan Smialowski/AFP

O primeiro lugar do ranking de bilionários da Bloomberg é ocupado por Jeff Bezos, da Amazon, com US$ 185 bilhões (R$ 998 bilhões). Em seguida, vem Bill Gates, da Microsoft, com US$ 129 bilhões (R$ 696 bilhões).

Nesta semana, a Tesla divulgou que vai ingressar no índice acionário S&P 500 em dezembro, e as ações da empresa chegaram a disparar 12% na segunda-feira (16).

"A Tesla será uma das adições de maior peso no S&P 500 na última década e consequentemente vai gerar um dos maiores fluxos de negócios na história do S&P 500", afirmou a S&P Dow Jones Indices.

Com valor de mercado de mais de US$ 380 bilhões (R$ 2 trilhões), a Tesla é uma das companhias mais valiosas de Wall Street.

A inclusão da Tesla no índice significa que fundos de investimentos indexados ao S&P 500 terão que vender cerca de US$ 51 bilhões (R$ 275,2 bilhões) em ações de companhias que já estão no índice para usarem o dinheiro para comprarem ações da Tesla, de modo que seus portfólios reflitam corretamente o índice, afirmou a S&P Dow Jones Indices. A Tesla vai corresponder a cerca de 1% do indicador.

Também nesta semana, a SpaceX enviou quatro astronautas à Estação Espacial Internacional, a primeira missão Nasa a colocar uma tripulação em órbita a bordo de uma espaçonave de uma empresa privada.

"Foi um passeio e tanto", disse o astronauta Mike Hopkins, da Tripulação Dragon, ao controle da missão SpaceX cerca de uma hora após a decolagem. "Houve muitos sorrisos."

​(Com Reuters)

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.