Descrição de chapéu The New York Times

Elon Musk está explodindo de felicidade doméstica

A estranheza espacial do bilionário sobre a vida com Grimes e Baby X, Trump, Tesla, túneis, shorts curtos, picos de ações, erros do Facebook e tudo o mais que há sob o sol

Maureen Dowd
The New York Times

Então, como o Rei de Marte, sua Princesa Galáctica e seu filho recém-nascido, X Æ A-Xii, passam uma noite de sábado escondidos em seu apartamento em Los Angeles?

Um pouco de anime —ultimamente têm sido "Death Note" e "Evangelion". Muitos debates tarde da noite sobre o potencial e o perigo da inteligência artificial. E muitos audiolivros e podcasts, principalmente sobre história.

"Agora estamos voltando a Gengis Khan pela terceira vez, e os mongóis, eu acho", disse a Princesa Galáctica, também conhecida como Grimes, também conhecida como Claire Boucher, ou como "c", sua inicial e o símbolo da velocidade da luz.

Elon Musk, fundador da SpaceX, em palestra durante a Convenção Satellite 2020, em Washington
Elon Musk, fundador da SpaceX, em palestra durante a Convenção Satellite 2020, em Washington - Brendan Smialowski/AFP

"Você parece obcecado por isso", ela provocou o namorado sobre Gengis Khan.

Grimes, a cantora e artista, e Elon Musk, o homem-foguete e magnata da Tesla, têm um romance transcendental. O que funciona bem, já que Musk quer ocupar Marte, no caso de robôs malévolos ou vírus projetados ameaçarem a Terra, e depois morrer em Marte, mas não no impacto.

O casal tem um bebê com o nome mais raro, que eles abreviam para "X". Musk disse que é pronunciado "exatamente como a letra X. AE se pronuncia 'ash', como no inglês antigo. A-12 também é pronunciado como se lê. Refere-se ao avião de reconhecimento Archangel-12 da CIA".

À menção de sua posição de príncipe da Internet, com memes sobre como ele chora nos antigos tons da conexão com a AOL, X começa a chorar. (Pelo que pude ouvir, parecia bastante humano.)

"Oh, X", disse c docemente, enquanto o bebê chorava. Ela disse que chama o filho de "Little X", e Musk falou "Lil Nas X". ("Que é realmente o maior memerista", disse Grimes sobre o rapper.) Musk, um piadista digital que adora se misturar com seus fãs, tuitou uma foto com um filtro de tatuagem no rosto do filho, respondendo a um admirador: "Nunca se é jovem demais para um pouco de tinta, haha".

Fiz uma entrevista por telefone durante uma hora com Musk, 49, que aparece na lista dos dez terráqueos mais ricos e, durante alguns momentos, ele chamou Grimes para uma participação especial.

Sua vida pessoal tem sido tão vertiginosa quanto a vida profissional: casou-se três vezes, duas com a mesma mulher, Talulah Riley, atriz que interpretou um robô sexy e letal em "Westworld". Ele tem seis filhos. E teve um romance badalado com Amber Heard, levando seu nome a ser arrastado durante o julgamento sensacionalista por difamação, em Londres, que colocou Heard contra seu ex-marido, Johnny Depp —um pântano jurídico que faz o caso de "Jarndyce e Jarndyce" parecer curto e benigno.

"Eu definitivamente não tive um caso com Amber enquanto ela estava casada com Johnny, isso é totalmente falso", disse Musk, contestando a alegação de Depp.

Sobre a afirmação de que ele fez um trio com Heard e sua amiga Cara Delevingne, Musk disse, rindo: "Nós não fizemos o trio, você sabe. Então, acho que as pessoas pensam que essas coisas geralmente são mais obscenas do que são".

Ele tem alguns conselhos para Depp e Heard: "Para os dois, eu recomendaria que enterrem a machadinha e sigam em frente".

Questionado sobre Depp tê-lo chamado de "Molusco", Musk riu novamente, dizendo: "Bem, sim, espero que ele se recupere dessa situação".

Comentei que o ator empregou linguagem digna de um pirata numa mensagem de texto para Heard que foi lida no tribunal, ameaçando cortar uma parte delicada da anatomia de Musk.

"Se Johnny quiser uma luta na jaula, que me avise", disse Musk maliciosamente, dando sua famosa risadinha.

Louco de amor

Agora vem o romance intrigante com Grimes, 32, que quando estava grávida flutuou em imagens etéreas cyber-góticas de Charlotte Rutherford para uma capa digital da revista Rolling Stone. (A reportagem, por Brian Hiatt, descreveu o cobertor estilo Targaryen de Grimes e a descrição de si própria e do bebê como criaturas noturnas.)

Uma fã a descreveu em sua página no Reddit como um híbrido de fada, bruxa e ciborgue —praticamente a garota dos sonhos de Musk—, e ela falou sobre ter passado pela fase Wiccan na sétima série.

"Sim, ela é muito especial, com certeza", disse Musk, com seu sotaque cantarolado sul-africano. "É uma das pessoas mais originais que já conheci."

Gostaria de saber como funciona a coisa com esses dois pássaros exóticos.

"Tivemos a discussão 'Você é mais louco que eu, ou eu sou mais louco que você?'", disse Musk.

Certamente, o titã pode ser romântico. Ele cortejou Riley cobrindo-a com 500 rosas e um coral gospel numa serenata. Visivelmente perturbado com o rompimento com Heard em 2017, ele contou a Neil Strauss em uma matéria de capa da Rolling Stone: "Se eu não estiver apaixonado, se não tiver uma companheira duradoura, não consigo ser feliz". Ele acrescentou que precisava de uma alma gêmea porque odeia "estar em uma casa grande e vazia, e os passos ecoando pelo corredor, sem ninguém —e ninguém no travesseiro ao seu lado".

Grimes e Musk fizeram sua estreia pública no Gala do Met em 2018, que tinha um tema católico.

Elon Musk e a artista musical Grimes no Met Gala de 2018
Elon Musk e a artista musical Grimes no Met Gala de 2018 - Angela Weiss/AFP

"Ela usava um adorno de cabeça feito de Vantablack, o preto mais preto que uma coisa pode ser", lembrou ele. "Apenas uma pessoa percebeu, e foi Stephen Colbert. Nas costas do paletó do meu smoking —que era uma espécie de paletó de padre invertido, com o paletó branco e a gola preta—, eu tinha em grandes letras góticas: "Novus ordo seclorum". (Geralmente traduzido como "Nova ordem secular", a máxima inscrita na nota de um dólar.)

Adoro histórias de como as pessoas se conheceram, mas essa foi a mais louca que já ouvi: duas pessoas famosas que pensavam ser loucas quando eram pequenas, porque tantas ideias brotavam de suas cabeças, de alguma maneira se encontraram.

Musk, que passou anos alertando que seus amigos no Vale do Silício, como Larry Page, do Google, podem estar inadvertidamente "invocando o demônio" e criando robôs assassinos ou uma IA invisível e maligna que acabaria com a humanidade, estava prestes a tuitar um trocadilho sobre um experimento mental chamado Basilisco de Roko, sobre uma IA maligna que tortura aqueles que não a ajudaram a se tornar nosso soberano.

Com a intenção de fazer um trocadilho com o Basilisco rococó, ele estava pesquisando no Google uma imagem de um lagarto com um toque rococó quando se deparou com um videoclipe de 2015 de "Flesh Without Blood", no qual Grimes se veste como um desses animais.

"Então foi como: puxa, alguém fez um videoclipe disso?", lembrou Musk.

"Não foi uma piada para mim, na verdade", acrescentou Grimes.

Musk riu, concordando: "Basilisco rococó não é piada!"

"Eu apenas pensei que parecia mais bonito que Basilisco de Roko, que adicionar um elemento rococó simplesmente o enaltece", disse ela.

"Gostaria de torná-lo menos aterrorizante fazendo piada, porque você não pode ser aterrorizante sendo rococó", disse ele. "É aquele tipo de arquitetura francesa estranhamente ornamentada dos anos 1800, 1700. É como se o rococó fosse um tom festivo."

Grimes, que colocou uma nota de Maria Antonieta em seu figurino para o vídeo, implorou para divergir. "Rococó é meio aterrorizante, porque representa o tipo definitivo de burguesia, de elite —é literalmente a questão de o rococó ser uma arte simplesmente o mais ornamental e inútil possível. Acredito que isso é realmente um aspecto filosófico dessa forma de arte, então, quero dizer..."

"É festivo", ele concordou.

"É superfestivo, mas há nele uma escuridão", continuou ela. "É o tipo definitivo de burguesia."

O namorado dela brincou: "Eu acho que o uso do termo 'burguesia' é fundamentalmente burguês".

Musk disse que "c ficou bastante preocupada com a IA nas últimas semanas. Eu acho que a GPT-3 " —a mais recente ferramenta de IA que vibra no Vale do Silício— "fez que ela ficasse bastante preocupada. E eu estou tipo: 'Bem-vinda a mim mesmo cerca de dez anos atrás'".

Eles também têm o Canadá em comum. Grimes foi criada lá e Musk emigrou da África do Sul aos 17 anos. Ele brinca que, se X não for o príncipe da internet, poderá ser "o príncipe do Canadá".

Como é ser pai novamente nessa idade?

"Acho que os bebês são superlegais e realmente as pessoas precisam ter mais bebês porque, parece óbvio, se não tiverem bebês suficientes a humanidade desaparecerá", disse Musk.

Mas como ele acha tempo para passar com os filhos, dado seu horário de trabalho insano?

"Bem, os bebês são apenas máquinas de comer e fazer cocô, sabe?", disse ele. "No momento, não há muito que eu possa fazer. Grimes tem um papel muito maior do que eu agora. Quando o garoto crescer, haverá mais função para mim. Acho que estou fazendo o que fiz com meus outros filhos. Se eu tiver uma viagem da Tesla à China, por exemplo, levarei as crianças comigo e veremos a Grande Muralha ou pegaremos o trem-bala de Pequim para Xian e veremos os Guerreiros de Terracota." Ele criou uma escola on-line para seus filhos mais velhos, que, segundo diz, "realmente funcionou muito bem".

Perguntei a Musk, que deu dinheiro a candidatos democratas e republicanos, se Grimes, que apoiou Bernie Sanders, influenciou sua recente decisão de se livrar de suas casas, incluindo uma peculiar que já foi propriedade de Gene Wilder.

"Bem", disse ele, "ela acha que eu devo manter pelo menos uma casa."

Então ele está pronto para ser um bilionário sem-teto?

Rindo, ele ponderou: "Acho que vamos alugar uma casa em algum lugar. E sim, de certa forma, as posses são um peso. E também tenho todas essas casas, mas ninguém as usa. Eu as uso com pouca frequência. Na Área da Baía [de San Francisco], por exemplo, de 2002 a 2017, eu nunca tive uma casa e passava lá a metade da semana, então ou dormia na fábrica ou no quarto de hóspedes de um amigo, ou num sofá ou num hotel. Fiz isso durante 15 anos". Ele disse que sempre podia dormir na casa de seus colegas bilionários, Page e Sergey Brin.

"Realmente, em retrospecto, foi meio bom, porque você acaba fazendo rodízio pelas casas dos amigos e mantém o contato, enquanto hoje em dia eu fico nessa casa estranha no estilo Gatsby, que eu chamo de mansão assombrada, e é um pouco sombrio, para ser totalmente franco", disse ele. "A casa em si é linda, mas, você sabe, é como a Mansão Wayne sem o Alfred."

Ele pensou em projetar sua própria "obra-prima aspiracional de casa", mas decidiu que isso tiraria largura de banda de seu trabalho "de levar as pessoas a Marte, a sustentabilidade ambiental e acelerar a energia estável".

Quando mencionei o apelido que Kara Swisher, colunista de tecnologia do New York Times, lhe deu, Rei de Marte, ele maliciosamente se dá uma promoção: "Claro, quer dizer, vamos lá —imperador".

Grandes sonhos; odeia costuras

O bilionário ri muito durante a entrevista. Ele saiu de dois anos dos mais dolorosos e lacrimosos que um empresário poderia imaginar, com feridas autoinfligidas e uma abundância de escândalos alheios.

"Acho que estou um pouco assustado, sim", disse Musk, acrescentando: "Quero dizer, basicamente, houve um período entre o final de 2017 e aproximadamente a metade do ano passado, que foi torturante."

Peter Thiel, que ajudou a construir a empresa que se tornou a PayPal com Musk, me disse: "Ele está no topo do mundo. Todas as pessoas que venderam a descoberto ações da Tesla, que constituem uma espécie de 'fábrica de ódio' contra a empresa, foram totalmente esmagadas. E isso o deixa muito feliz". (Num gesto de desprezo para seus inimigos dos fundos hedge, Musk produziu uma linha esgotada de shorts curtos Tesla vendidos em seu site por US$ 69,420 cada um.)

Musk é tão transparente que às vezes parece desatento, de maneiras que deixam seus investidores nervosos e seus fãs entusiasmados.

"As pessoas que o amam e as que o odeiam são igualmente irracionais", disse Ashlee Vance, biógrafo de Musk. "Isso me lembra Steve Jobs. Vai muito além dos negócios ou da fama. Parece-me religioso, mais que tudo. Seus fãs são acólitos." (Musk também é como Jobs em sua obsessão pelo design elegante; ele odeia costuras.)

Os críticos o chamaram de imprudente ao reabrir sua fábrica Tesla em Alameda, na Califórnia, no início de maio, depois de ficar fechada desde 23 de março por causa do coronavírus; ele desafiou as autoridades locais a prendê-lo e ameaçou mudar a fábrica para o Texas ou Nevada.

Mas seus amigos acham que tudo faz parte da viagem. Eles descrevem sua narrativa interna como algo assim: "Eu vou dominar o mundo. Vai ser um processo superlouco. Portanto, se a montanha-russa não for incrivelmente assustadora, estou fazendo algo errado". E, depois de Jobs, os conselhos administrativos aprenderam a lição sobre expulsar visionários e preferir grisalhos com ternos corporativos.

As ações da Tesla triplicaram nos últimos meses. Musk é a primeira pessoa em quase um século a sair do nada e criar uma empresa de automóveis com tal volume, mostrando a outras empresas que os carros elétricos podem ser legais, sexy e incrivelmente eficientes.

E com a SpaceX Musk proporcionou um momento tão ousado e cheio de ebulição americana que nos tirou brevemente do pânico induzido pela pandemia. Quando sua espaçonave Crew Dragon lançou dois astronautas da Nasa em maio da lendária plataforma na Flórida que já serviu às missões Apollo, foi um lembrete de quando os Estados Unidos eram os primeiros e mais rápidos e faziam as coisas, chegando em um momento sombrio em que até máscaras e respiradores pareciam fora de nosso alcance industrial e quando nosso governo parece tão incapaz de controlar o coronavírus que a União Europeia proibiu a entrada de americanos.

Quando menino, Elon adorou "O Guia do Mochileiro das Galáxias", e agora ele lança astronautas à Via Láctea. Qual é a sensação? "É incrível", disse ele. "Quero dizer, estou vendo tudo o que está errado ou pode dar errado."

Ele ligou para Jeff Bezos, que adquiriu uma startup autônoma e fundou a empresa de viagens espaciais Blue Origin, uma imitação, tuitando um emoji de gato.

"O índice de progresso é muito lento, e o número de anos que resta a ele não é suficiente, mas ainda estou feliz por ele estar fazendo o que está fazendo com a Blue Origin", disse Musk.O Congresso está convocando os quatro principais CEOs da tecnologia a Washington na próxima semana para uma investigação antitruste. Como Musk acha que Mark Zuckerberg e Sheryl Sandberg lidaram com os temores sobre o Facebook prejudicar a democracia?

"Não estou superconfiante", disse ele. "Não sou pró-Facebook. Eu não tenho uma página no Facebook. A SpaceX e a Tesla excluíram suas páginas do Facebook. A SpaceX e a Tesla têm Instagram, mas acho que é relativamente inofensivo. Então, acho que Zuckerberg e Sheryl Sandberg ainda têm muito trabalho a fazer para restaurar a confiança do público no próprio Facebook."

'Bochechas de esquilo'

Nas horas vagas, Musk trabalha em túneis para aliviar os congestionamentos de tráfego urbano, ideia que ele sonhou enquanto estava preso no trânsito de Los Angeles; espaçoportos que poderiam catapultar você de Nova York a Xangai em 39 minutos; um hyperloop que o deixaria percorrer entre Washington e Nova York em meia hora; uma rede neural que seria costurada ou gravada a laser no cérebro para nos fundir com computadores, o que potencialmente nos permitiria competir com a IA desonesta e superinteligente e também poderia restaurar a capacidade de andar, ouvir, falar ou ver; e iniciativas solares e baterias leves de lítio para tornar mais barata e acessível a mitigação das mudanças climáticas.

"Tenho muitas ideias, mais ideias do que posso realizar", disse o homem que insiste que é engenheiro, e não empresário ou investidor. "Costumo morder mais do que posso mastigar e depois fico sentado com bochechas de esquilo."

De fato, Musk é um produto raro do Vale do Silício que gosta de morder e mastigar. Muitas pessoas, obcecadas por viver mais, tomam Soylent ou praticam jejum intermitente, como Jack Dorsey, executivo-chefe do Twitter.

"Adoro ir a um restaurante que faz algo especial com comida", disse Musk, "e acho que, se você não está apreciando isso, não está apreciando uma das melhores coisas da vida."

A visão do Vale do Silício ficou mais sombria nos últimos anos, quando os americanos perceberam que os senhores da nuvem que deveriam melhorar nossas vidas estavam colhendo nossos dados descuidadamente e permitindo que eles mesmos fossem fábricas de desinformação.

Os colegas de Musk podem zombar dele por sua grandiosidade e dizer que sua visão de mundo do bem combatendo o mal é apenas uma postura comercial inteligente para atrair as melhores pessoas. E ele é certamente um mestre em marketing e autopromoção. Mas também quer salvar o mundo e criar produtos que causem felicidade. Alguns anos atrás, abandonou o Vale do Silício pelo "Vale do Silicone", como ele chama Los Angeles.

Musk foi pintado como um ludita, "histérico", na opinião de Zuckerberg, pelo que seus amigos chamavam de "cruzada do Elon", seu proselitismo de que deveríamos descobrir recursos de segurança para a IA antes que ela se tornasse mais inteligente que nós.

Ele talvez não seja tão intenso sobre isso hoje, mas ainda se sente apaixonado pelo "jogo dramático de advertência da IA", como ele disse secamente. No passado, falando sobre a IA se voltar contra nós, Musk usou a frase de Monty Python: "Ninguém espera a inquisição espanhola".

"Minha avaliação sobre por que a IA é ignorada por pessoas muito inteligentes é que as pessoas muito inteligentes não acham que um computador possa ser tão inteligente quanto é", ele me disse. "E isso é arrogância e obviamente falso."

Ele acrescenta que trabalhar com IA na Tesla permite dizer com confiança "que estamos caminhando para uma situação em que a IA é muito mais inteligente que os humanos, e acho que esse prazo será daqui a cinco anos. Mas isso não significa que tudo irá para o inferno em cinco anos. Significa apenas que as coisas ficarão instáveis ou estranhas".

Ele disse que sua "principal preocupação" é o DeepMind, o laboratório secreto de IA em Londres, administrado por Demis Hassabis e de propriedade do Google. "A natureza da IA que eles estão construindo é simplesmente uma que esmaga todos os seres humanos em todos os jogos", explicou ele. "Quer dizer, é basicamente o enredo de 'Jogos de Guerra'."

Na Rolling Stone, Neil Strauss postulou que a veemência do bilionário sobre o perigo da IA foi inspirada pelo afastamento de seu pai: "Esta é a segunda chance do bom filho contra o pai implacável que ele não conseguiu mudar".

Quando pergunto sobre isso a Musk, ele murmura: "Hum. Bem, eu não sei se é um problema de pai, para ser totalmente franco. Quer dizer, independentemente de meu pai —que tem muitos problemas—, são coisas muito separadas. Objetivamente, as coisas ficarão estranhas quando os computadores forem muito mais inteligentes que os humanos".

A invasão por hackers na semana passada das contas do Twitter de Musk, Joe Biden, Barack Obama, Kanye West, Bill Gates e outras celebridades, em um golpe com bitcoins, reforçou a ideia de que as informações de todos estão em risco.

"Minutos depois da postagem, recebi imediatamente mensagens de várias pessoas que conheço e liguei imediatamente para Jack, e provavelmente em menos de cinco minutos minha conta estava bloqueada", disse Musk, referindo-se a Dorsey.

Ele estava preocupado com o fato de a invasão permitir que as pessoas vissem suas mensagens diretas?

Rindo, ele disse: "Não estou tão preocupado por meus DMs se tornarem públicos. Quer dizer, provavelmente podemos escolher algumas seções dos meus DMs que parecem ruins fora de contexto, mas em geral meus DMs consistem principalmente em troca de memes".

Como foi para o cara que se envolveu em invasão de computadores quando adolescente e que convive no Twitter com 37 milhões de seguidores ter seu megafone preferido invadido?

"Bem, eu fiquei bastante doente", disse ele. "Acho que tive intoxicação alimentar ou algo assim, então você vomita com uma violência incrível com intoxicação alimentar. Fiquei meio doente durante muito tempo na invasão do Twitter. Mas acho que é bom fazer algumas pausas no Twitter e não estar lá 24 horas por dia. O Twitter pode bagunçar sua cabeça."

Ele acrescentou: "Se você está passando por um mau momento no Twitter, pode deixá-lo muito infeliz, com certeza". (Como Musk aprendeu novamente quando foi processado por difamação, sem sucesso, pelo tuíte de "pedófilo" a um explorador de cavernas britânico, que ajudou no resgate de meninos presos em uma caverna na Tailândia.)

Seu estilo de atirar no Twitter teve um papel importante no que ele chama de o período mais doloroso de sua carreira. Trabalhando 120 horas por semana para lançar seu Model 3, incluindo 24 horas em seu aniversário, e sentindo um enorme estresse por causa dos vendedores de ações a descoberto, que ele sentia que queriam destruir a Tesla, Musk enviou um tuíte de que tinha "fundos garantidos" para tornar sua empresa privada por US$ 420 por ação, apesar de ser prematuro.

Ele disse que arredondou esse número de US$ 419 em parte para divertir Grimes —4/20 [20 de abril] é uma data especial para os usuários de maconha. Mas isso causou mais problemas. (Apesar de ele ter animado o podcast de Joe Rogan, Musk disse que não é um fumante habitual de canabis porque ela deixa a pessoa muito mole.)

A energia louca de Musk e a tendência a sonhar grande e prometer demais se refletiram naquele tuíte, que explodiu em seu rosto de forma espetacular. A Comissão de Valores Mobiliários multou a ele e a sua empresa em US$ 20 milhões cada, e ele teve que deixar o cargo de presidente por três anos.

O escândalo atingiu uma velocidade incrível quando Azealia Banks, a rapper que gosta de conviver com celebridades e estava na casa de Musk para trabalhar com música com Grimes, postou uma história desagradável no Instagram sobre o que ela descreveu como uma fusão dentro da casa.

Grimes disse à Rolling Stone que o contratempo foi "uma coisa triste e sombria. Eu simplesmente a perdoo, e perdoá-la é muito, muito difícil". Ela lembrou que se sentiu perdida. "Eu senti que tinha causado a queda de tudo o que me interessa e de todos que me interessam", disse ela, acrescentando que Musk a acalmou estalando os dedos na frente de seu rosto e dizendo para ela sair daquilo porque "Você tem que entrar numa batalha agora".

Como Musk conteve a repercussão?

Ele se dedicou ainda mais ao seu trabalho, permanecendo "na linha de frente com uma espada e um escudo". A natureza hercúlea de transformar a Tesla em uma máquina bem lubrificada, disse ele, não foi "muito apreciada".

"A logística é impressionante, tentar produzir 7.000 carros por semana em 40 países diferentes", explicou. "Houve uma série de erros que cometemos ao criar o sistema de produção."

Para muitos na elite americana para os quais um Tesla é um símbolo de status, a abordagem descontraída de Musk à pandemia foi decepcionante e pareceu trumpiana demais. Na primavera, quando sua fábrica na Califórnia foi fechada, ele chamou a ordem para ficar em casa de "fascista" e tuitou "AMÉRICA LIVRE AGORA".

"Acho que a realidade da covid é que é perigosa se você for idoso e tiver condições preexistentes", disse ele, acrescentando: "Faz todo sentido a quarentena se você for vulnerável, mas não acho que tenha sentido fazer quarentena se você não for vulnerável". Ele disse que talvez tenha tido covid em janeiro e que usa máscara no chão de fábrica.

Os liberais amantes de Tesla ficaram horrorizados novamente com um tuíte em maio, "Tome a pílula vermelha", uma alusão à pílula que Keanu Reeves toma em "Matrix" e permite que ele veja a verdade.

A imagem da pílula vermelha tornou-se ligada à direita marginal e ao ativismo dos direitos dos homens. Ela explodiu quando Ivanka Trump a retuitou e disse: "Tomada!" e quando Lilly Wachowski, criadora de "Matrix", amaldiçoou Musk e Trump. (Até a mãe de Grimes, uma jornalista canadense, tuitou sua insatisfação.)

Musk disse que não tem uma mensagem política. "Não, é apenas: aceite a realidade como ela é, ao contrário do que você gostaria que fosse". Sobre Ivanka, ele disse: "Eu acho que ela estava interpretando isso através de uma visão mais política do que se pretendia".

Musk participou de conselhos consultivos de negócios do presidente Trump no início de seu governo, mas saltou fora quando Trump rasgou o acordo climático de Paris. Ainda assim, Trump estava lá para o lançamento do foguete de Musk.

"Não conversamos em particular, mas ele comentou parabenizando a equipe da SpaceX", disse ele. O presidente chamou Musk de "um dos nossos grandes gênios", comparando-o a Thomas Edison.

Ele empalidece ao ser agarrado no abraço MAGA? [Faça a América Grande de Novo]

"Aceito o cumprimento", disse Musk, acrescentando que a ideia da Força Espacial é "legal".

"Sabe, não tenho certeza de que tudo seja tão político", disse ele. "Para ser totalmente franco, você pode interpretar isso através de uma lente em que acha que tudo é totalmente político porque você é política. Mas acho que o público em geral não vê tudo através de uma lente política. Eu diria que a quantidade de pensamento que o público em geral dedica à política é bastante pequena. Eles pensam principalmente sobre sua vida, seus relacionamentos diretos e seu trabalho."

OK, talvez ele tenha razão. Mas o que pensa sobre Biden?

"Eu simplesmente não tive muita interação com Biden", disse. "Conversei com Obama muito mais do que com Biden." Ele observa que foi um fervoroso defensor de Obama e que uma vez esperou na fila durante seis horas para apertar a mão de Obama quando era candidato, acrescentando: "O pobre homem estava tão cansado no final da noite".

Musk continuou: "Obama foi ótimo. Biden, eu simplesmente não sei. É difícil ver através da confusão. Mas ele está... todas as suas faculdades mentais estão aí, ou não? Não sei dizer direito. Seria útil vê-lo em um cenário de debate ou algo parecido. Ele tem ideias organizadas ou não? Não sei dizer".

Apesar de querer alguém na Casa Branca com ideias organizadas, Musk incentivou a candidatura de Kanye West à Presidência.

"Eu o conheço há pelo menos dez anos, talvez mais", disse, observando que eles se veem a cada seis meses, mas se escrevem "com bastante frequência". West tuitou recentemente uma foto da dupla —ambos usando tênis Yeezy— com a escultura Sorayama de Musk, de uma mulher androide olhando para um espelho. Grimes, que tirou a foto, é refletida na moldura.

"Fiz o possível para convencê-lo de que 2024 seria melhor que 2020", disse Musk, para que West não fosse acusado de dividir o voto dos eleitores negros com Biden.

Depois de uma coletiva de imprensa em um evento de campanha na Carolina do Sul, no qual West soluçou ao falar sobre seus filhos, e em uma postagem bizarra no Twitter, na qual afirmou que sua vida era como o filme de terror "Get Out" [Corra!], Kim Kardashian publicou uma declaração falando sobre a luta de seu marido com o transtorno bipolar.

Liguei para Musk de volta para ver se os dois conversaram. Ele disse que procurou o amigo no meio do colapso e eles se conectaram na terça-feira.

"Quando ele estava a cerca de um terço do caminho no tumulto de tuítes, só para ver se ele estava bem, enviei uma mensagem dizendo: você sabe, estou só verificando, muitas pessoas estão preocupadas, imaginando se você está bem", disse Musk. "E ele me ligou de volta e realmente parecia bem. Ele me ligou no FaceTime e estava em Wyoming com um monte de amigos. Parecia bem na ligação. Mas parece que as coisas, você sabe, não estão bem. Parece haver muitos problemas."

Musk precisa ir. Há uma declaração de lucros. As fortunas da Tesla estão em alta naquele dia e ele anuncia uma nova fábrica Tesla em Austin, no Texas, prometendo que será "um paraíso ecológico" na margem do rio Colorado, com trilhas e ciclismo, aberto ao público. ("Ótimo trabalho!", tuita Trump. "FEITO NOS EUA!", e Musk agradece.)

Na ligação, ele não consegue resistir a "bater o tambor da IA" novamente, como diz, afirmando categoricamente sobre aqueles que não conseguem imaginar que um computador possa ser mais inteligente que um humano: "Eles são muito mais burros do que pensam".

Mas por enquanto, até que a IA faça a sua parte, as coisas vão bem no Mundo de Elon. E há muitas galáxias por aí para conquistar.


Uma rodada de Confirma ou Nega

Maureen Dowd: No início deste mês, no dia em que você descobriu que era mais rico que Warren Buffett, você enviou a ele o clipe do YouTube de "Sangue Negro", de Daniel Day-Lewis, dizendo: "Eu bebo seu milkshake".
Elon Musk: Eu fiz isso?! Nego!

Grand Theft Auto Vice City é o melhor GTA.
Na verdade, nunca joguei um GTA. Parecia engraçado alguém jogar GTA em um Tesla, enquanto roubava um Tesla.

Princesa Mononoke é o melhor filme de Hayao Miyazaki.
Sim, confirmado.

"I <3 anime" é o seu tuíte mais popular.
É definitivamente um deles. Acho que por muito tempo o tuíte mais popular foi que eu ia comprar o Fortnite e deletá-lo para salvar as crianças da virgindade eterna.

Você teve a ideia de registrar a marca Teslaquila enquanto assistia a "Entourage".
Nego.

Você tem uma conta secreta no Parler.
Nem sei o que é Parler.

Você teme seus próprios fãs.
Nego.

Você ainda está de luto por Harambe.
Confirmo.

Seu personagem fictício favorito é Samwise Gamgee.
Sim.

Gandalf, o Cinza, era mais frio que Gandalf, o Branco.
Hmm, essa é difícil. Eu acho que de certa forma ele era mais legal, mas meio que precisava derrotar o Balrog para se tornar um bruxo melhor, eu acho, e desempenhar um papel maior na derrota de Sauron. Mas ele era definitivamente mais frio como Gandalf, o Cinza, e tinha um melhor senso de humor.

Marte será gentrificado em 20 anos e depois se tornará realmente chato e todas as pessoas legais terão que se mudar para Júpiter.
Sim, a gentrificação é sem dúvida a força mais poderosa do universo. Nem mesmo Mordor pôde resistir à gentrificação.

A regra número 1 da família Musk é a de "O Guia do Mochileiro das Galáxias": Não entre em pânico. A terceira regra é "segurança em terceiro lugar". E não há segunda regra.
Sim! É verdade.

Você tem uma conta secreta no Instagram.
Eu apaguei meu Instagram. Tecnicamente, tenho uma conta secreta. É apenas para ver links de coisas que as pessoas me enviam.

Quando você era pequeno, seu apelido era "Enciclopédia" porque você leu toda a Enciclopédia Britânica e a Enciclopédia Collier's.
Eu tinha muitos apelidos. Muitos deles não eram lisonjeiros. Geralmente envolvendo alguma versão do meu nome, como Muskrat.

Você tem um grupo de mensagens com os três irmãos Emanuel.
Isso é realmente verdade, sim.

Seu imperador romano favorito era Crasso.
Ah não! E ele não foi um imperador. Foi um do triunvirato.

A microdosagem pode ser produtiva.
(Risos.) Não faço microdosagem.

Os vendedores a descoberto devem usar shorts curtos.
Absolutamente sim.

Você gosta de relaxar assistindo "Property Brothers" e bebendo um copo de rosé.
(Gargalhada.) Definitivamente não. Não conheço esse programa e prefiro vinho tinto ao rosé.

Warren Buffett é superestimado.
Hahaha. Acho que ele conseguiu criar uma ótima imagem de si mesmo como um avô bondoso, o que talvez seja exagero.

Você espera que Donald Trump seja voluntário para a primeira rede neural.
Nego.

Quando Grimes colocou em leilão um pedaço de sua alma por 10 milhões, você o comprou.
Não fiz isso, não.

Na Universidade da Pensilvânia, você alugou uma casa de fraternidade com dez quartos e a transformou em uma boate.
Não havia uma fraternidade envolvida. Éramos apenas eu e meu companheiro de casa e um terceiro companheiro de quarto. Basicamente, alugamos casas grandes e pagamos o aluguel dando festas. Você tinha que pagar para ir às nossas festas porque eram muito melhores que as festas da fraternidade.

Mark Zuckerberg é um sociopata.
(Risos.) Ah, puxa... (Ri mais um pouco.) É... Mark Zuckerberg tem alguns problemas, todos nós temos alguns problemas. Minha preocupação com o Facebook é que ele apenas tem controle absoluto do Facebook do modo como as ações com direito a voto são estruturadas. E também é estruturado de tal forma que a dinastia Zuckerberg terá o controle do Facebook e seus bisnetos controlarão a coisa. Então, acho que devemos ter cuidado em criar riqueza dinástica nos Estados Unidos. De modo geral, uma aristocracia da riqueza é motivo de preocupação.

Foi irritante quando Bill Ackman, gerente de fundos hedge, disse à CNBC nesta semana que comprou um Tesla e o adora, mas que iria enviar algumas ideias para aperfeiçoamentos.
Bem, não. Geralmente, quando alguém encomenda um Tesla, a primeira coisa que pergunto é o que podemos fazer para melhorar.

Você preferia ser um senhor dos memes que um bilionário.
Provavelmente é verdade. Sabe, você precisa de recursos para tornar a vida multiplanetária. É por isso que estou acumulando recursos. Mas fora isso não me importo com recursos.

Tradução: Luiz Roberto Mendes Gonçalves

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.