Ataque a tiros durante celebração da Páscoa mata mulher em sinagoga da Califórnia

Mesmo baleado, rabino tentou acalmar o atirador e seguiu com orações

Agente desvia tráfego perto de sinagoga atacada em Poway, Califórnia - John Gastardo/Reuters
Los Angeles e São Paulo | AFP

Uma pessoa morreu e três ficaram feridas após um ataque a tiros feito por um homem em uma sinagoga em Poway, Califórnia, durante uma cerimônia de celebração da Páscoa judaica neste sábado (27).

O ataque ocorreu por volta de 11h30 (15h30 em Brasília). Segundo Steve Vaus, prefeito de Poway, o atirador gritou palavras de ódio ao entrar na sinagoga e abriu fogo contra os fiéis.

Uma senhora idosa morreu. Uma moça e dois homens foram feridos e estão em condição estável. 

De acordo com testemunhas citadas pela CNN, enquanto os disparos eram feitos, o rabino tentou acalmar o atirador e os fiéis, mesmo após ter sido atingido por um tiro na mão. 

Após o ataque, o atirador fugiiu de carro, mas foi preso pouco tempo depois após ser cercado pela polícia e se render.

O atirador foi identificado como um homem branco, de 19 anos. Seu nome não foi relevado. Ele usou um fuzil da categoria AR, segundo o xerife William Gore, do condado de San Diego.

Poway é uma cidade com 48 mil habitantes, a cerca de 40 km de San Diego.

O ataque ocorre seis meses após outra sinagoga ser atacada nos EUA. Em outubro, um atirador matou 11 pessoas em Pittsburgh, na Pensilvânia. O suspeito, que foi preso, disse ser inocente

Fachada da sinagoga atacada em Poway, na Califórnia, em imagem de arquivo
Fachada da sinagoga atacada em Poway, na Califórnia, em imagem de arquivo - Reprodução/Facebook


 

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.