Descrição de chapéu Coreia do Norte Governo Trump

EUA e Coreia do Norte discutem em segredo nova cúpula, diz Seul

Presidente sul-coreano afirma que Trump e Kim conversam nos bastidores sobre 3º encontro

Seul | Reuters

Os Estados Unidos conversam nos bastidores com a Coreia do Norte sobre a possibilidade de marcar uma terceira cúpula bilateral, disse nesta quarta-feira (26) o presidente da Coreia do Sul, Moon Jae-in. A reunião retomaria as negociações que estão paralisadas desde o segundo encontro entre os dois em fevereiro

Em respostas enviadas a jornalistas estrangeiros que visitam o país, Moon disse que não há motivo para falar em “impasse” apenas porque não houve diálogo oficial sobre a desnuclearização da Coreia do Norte. 

Em seu segundo encontro, na capital vietnamita de Hanói, em fevereiro, o presidente americano, Donald Trump, e o líder norte-coreano, Kim Jong-un, não conseguiram chegar a um acordo devido a diferenças entre os pedidos dos EUA para a desnuclearização e demandas da Coreia do Norte para o alívio de sanções aplicadas ao país. 

“Os dois lados têm se engajado em um diálogo na retaguarda para uma terceira cúpula”, disse Moon.

"É notável que as conversas nos bastidores têm sido precedidas por um entendimento mútua da posição um do outro, adquirido na cúpula de Hanói.”

Os EUA propuseram uma reunião de trabalho, disse Moon, chamando a Coreia do Norte a voltar à mesa de negociação “na data mais próxima possível”.

A Coreia do Norte tem desenvolvido programas nucleares e de mísseis por anos, desafiando resoluções do Conselho de Segurança da ONU (Organização das Nações Unidas) e sanções americanas.

Moon tem liderado esforços para acabar com esse confronto, desempenhando um papel de mediador para tentar convencer os norte-coreanos a abrir mão de seu programa de armas nucleares em troca do fim das sanções e de garantias de segurança.

Moon não especificou quando e como a proposta dos EUA foi feita. Mas o secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, disse no domingo que uma recente troca de cartas entre Trump e Kim trouxe esperança de um reinício das conversas, considerando isso uma “possibilidade muito real”.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.