Trump aconselha Reino Unido a sair da União Europeia sem acordo

Presidente americano disse ainda que Boris Johnson seria premier britânico 'excelente'

Londres | AFP

O presidente americano, Donald Trump, recomendou ao Reino Unido que abandone a União Europeia (UE) sem acordo, caso o país não seja atendido em suas demandas, e que não pague a conta do divórcio.

"Se não conseguirem o que querem, eu sairia", disse Trump em entrevista ao jornal britânico Sunday Times.

"Se você não consegue o acordo que deseja, se você não consegue um acordo justo, então você vai embora", insistiu Trump, que inicia na segunda-feira uma visita oficial de três dias ao Reino Unido.

O presidente americano Donald Trump
O presidente americano faz visita oficial de três dias ao Reino Unido - Carlos Barria/Reuters

"Se fosse eu, não pagaria US$ 50 bilhões", completou, em referência ao que o Reino Unido teria que pagar pelo orçamento plurianual europeu em curso (2014-2020).

Trump afirmou ainda considerar que o governo britânico havia cometido um "erro" ao não integrar nas negociações com a UE Nigel Farage, líder do Partido do Brexit, que venceu as eleições europeias.

"Eu gosto muito de Nigel. Ele tem muito a oferecer", disse o presidente americano. No sábado (1º), ele afirmou que o ex-ministro das Relações Exteriores Boris Johnson seria um "excelente" sucessor de Theresa May à frente do governo britânico.

A lista de candidatos do Partido Conservador para suceder May tem atualmente 13 nomes.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.