Furacão Dorian fecha aeroportos nos EUA; saiba o que fazer se seu voo foi afetado

Companhias estabelecem prazos para reagendamentos sem custos para passageiros

São Paulo

A possível chegada do furacão Dorian ao estado da Flórida, nos Estados Unidos, tem levado companhias aéreas com saída ou destino ao Brasil a cancelar voos.

A Azul cancelou 11 voos com destino ou origem nos aeroportos das cidades de Fort Lauderdale e Orlando, seis deles marcados para esta segunda-feira (2) e cinco para a terça-feira (3). Voos agendados para quarta-feira (4) estão confirmados, mas sujeitos a alterações.

Guichês de check-in vazios no aeroporto de Fort Lauderdale, na Flórida, nesta segunda (2) - Michele Eve Sandberg/AFP

Segundo a companhia, os clientes devem checar seus emails para saber detalhes da alteração ou entrar em contato com a central de reservas para efetuar a remarcação sem custo (veja contatos abaixo).

A Latam está flexibilizando as regras para passageiros que tenham voos programados para a Flórida até a próxima quarta-feira (4).

Os clientes que optarem pela alteração podem efetuá-la por meio da central de vendas, pelo site ou em uma loja física da companhia.

Já a American Airlines permite aos passageiros com chegada ou partida em oito aeroportos da Carolina do Norte, Carolina do Sul e Geórgia a alteração da viagem sem pagar taxa até o dia 15 de setembro.

A oferta só é válida para aqueles que já tinham passagens aéreas agendadas entre os dias 1º e 7 deste mês.

A companhia também não cobrará taxas de alteração para voos programados até o dia 4 deste mês com destino ou origem em 13 aeroportos da Flórida. Mais informações podem ser obtidas no canal de reservas da American Airlines.

Foram fechados os aeroportos das cidades de Fort Lauderdale, West Palm Beach, Melbourne e Daytona Beach, todas localizadas no estado da Flórida.

Ainda não está claro qual será a trajetória do Dorian ou exatamente onde ele vai atingir a costa americana. Ele foi rebaixado à categoria 4 (ventos de até 251 km/h), o que ainda é considerado extremamente perigoso.

O Centro Nacional de Furacões dos Estados Unidos (NHC, na sigla em inglês) afirmou que a tempestade passará "perigosamente perto" do litoral da Flórida na segunda-feira à noite e na madrugada de terça-feira (3).

Com ventos de quase 300 km/h, o furacão atingiu as Bahamas neste domingo (1º) à noite e na segunda (2) pela manhã, provocando a morte de ao menos cinco pessoas e destruindo 13 mil casas no arquipélago caribenho.

AZUL

Comunicado: clique aqui

Central de reservas: (11) 4003-1118


AMERICAN AILINES

Comunicado: clique aqui

Canal de reservas: clique aqui ou ligue em 0800 595 0710


LATAM

Comunicado: clique aqui

Central de vendas, informações, fidelidade e serviço: 4002-5700 nas capitais ou 0300-570- 5700 nas demais localidades do Brasil

Com Reuters

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.