Leitores criticam isenção de impostos para igrejas

Deus é bom porque dá lucro, diz leitor

Com fé
"De 24 partidos na Câmara, apenas 1 votou contra anistia de dívida bilionária de igrejas" (Mercado, 11/9). Trouxa é o trabalhador assalariado que não ouviu o Diabo a lhe dizer "abra uma igreja, seu tonto!". Sugiro que cada brasileiro e brasileira converta sua casa e/ou negócio em uma igreja. Então ninguém mais pagará impostos neste país da fantasia. Não haverá mais serviços públicos nem privados e iremos todos logo para o céu --ou para o inferno.
Ivan Zacharauskas (Campinas, SP)


O apóstolo Valdemiro Santiago, "dono" da Igreja Mundial do Poder de Deus, ocupa a segunda posição entre os pastores mais ricos do país, com R$ 400 milhões, segundo a revista Forbes. Só perde para Edir Macedo. Líder da Assembleia de Deus, Silas Malafaia, em terceiro lugar, tem R$ 300 milhões. R. R. Soares, com R$ 250 milhões, vem em quarto lugar. Estevam Hernandes Filho e a bispa Sônia têm juntos R$ 120 milhões. E o pobre brasileiro preocupado com o preço do arroz...
Kelsen Simão (Taubaté, SP)

*

As igrejas evangélicas são empresas lucrativas e devem pagar impostos. O povo que paga impostos tem que marcar os deputados que votaram a favor do perdão e fazer campanha para lembrar os leitores para não votarem nesses candidatos nas eleições.
João Leite Leite (Osasco, SP)

*

E o carioca preferiu votar no Crivella por causa da ameaça comunista. Está clara qual é a ameaça no Brasil.
Leonardo Trindade (São Paulo, SP)

*

A esquerda está muito desunida para enfrentar esses desmandos de mercadores da fé.
Elias Silva (Juara, MT)

*

A política está aparelhada pelas igrejas. Deus é bom porque dá lucro.
Eden Nunes (São Vicente, SP)


Sem fé
"Sem fé, jovens do Brasil são 'zumbis existenciais'". Essa afirmação, do atual ministro da Educação, confirma a dificuldade na escolha para o cargo de uma pessoa que realmente se preocupe com a educação. Afinal, fé não pode ser pré-requisito para essa escolha, já que cada um tem a sua. Essa questão entra na mesma linha do apelo ao patriotismo do empresariado para ajudar a economia, pois patriotismo e lucro não andam juntos.
Antônio Dilson Pereira (Curitiba, PR)


Triste país
De um lado, os assim chamados "liberais", defendendo o lucro dos assim chamados "produtores rurais", com suas vendas para o exterior em detrimento da comida na mesa dos brasileiros mais pobres. De outro lado, um governo retrógrado, idiotizado e oportunisticamente populista. E, no meio disso tudo, uma esquerda que não tem liderança nem proposta, incapaz de agir. Será que os anarquistas tinham razão?
Rodolpho Motta Lima (Rio de Janeiro, RJ)


Advogados de Lula
As prerrogativas da advocacia e a OAB não podem ser usadas para impedir a devida investigação de eventual crime cometido por advogados ("Operação contra advogado de Lula reproduz ilegalidades e abuso de poder, afirma grupo de juristas e advogados", Mônica Bergamo, 9/9). A alegação de que a investigação originou-se de delação premiada sem provas não procede, já que provas são obtidas durante as investigações, não na delação. Se os delatores tivessem que anexar provas não haveria necessidade da investigação.
Edson Shindi Yamada (Londrina, PR)


Bolsonaro x Moro
Tanto faz se por escrito ou se pessoalmente ("Celso de Mello determina depoimento presencial de Bolsonaro sobre acusações de Moro", Poder, 11/9). Enquanto a elite financeira quiser, ele fica, e ponto! Muitos outros grupos estão se beneficiando da atuação de Bolsonaro. Para estes, o povo que se exploda! E este mesmo povo consegue dar de 30% a 40% de aprovação a JB.
Missias dos Reis da Silva (São Paulo, SP)


Vida
Quando vejo o fogo destruindo a Amazônia e o Pantanal, não consigo entender um governo que coloca Deus acima de tudo e defende a vida do feto, mas não se importa com a vida da natureza. Não se importa com a destruição dessa vida. As árvores têm vida não apenas em si, mas dão suporte à vida de muitos outros seres. Sugiro que leiam o Salmo 104, pura poesia de gratidão a Deus pela beleza da Terra e pela provisão de recursos que ela proporciona não apenas para benefício do homem, mas em benefício da vida.
Evlyn Novo (São José dos Campos, SP)

Finalmente leio neste jornal que o desmatamento na Amazônia é responsável por alteração no regime de chuvas no restante do país. Agradeço aos cientistas e ao leitor Euclides Sandoval (Painel do Leitor, 10/9). Se esta estiagem persistir, teremos repetições de incêndios e poderá haver falta de água e de alimentos do centro ao Sul do Brasil.
Ney Spiri Nery (Limeira, SP)


Fiesp
Muito oportuno o artigo "Fiesp: afinal, uma eleição de verdade?" (Tendências / Debates, 11/9). Seus autores, um deles ex-presidente da Fiesp, Horácio Lafer Piva, têm autoridade para defender que a entidade volte aos seus reais objetivos, deixando de ser caudatária de um projeto político pessoal. É necessário que a Fiesp reassuma o importante papel que ocupava poucos anos atrás no cenário político e econômico do país, sob a presidência de verdadeiros empresários, como Luiz Eulálio Vidigal, Mario Amato, Carlos E. M. Ferreira e o próprio Horácio.
Ney Lima Figueiredo, ex-consultor da Fiesp (São Paulo, SP)

#UseAmarelo pela Democracia

A flor democrática e resistente num parque da zona oeste de São Paulo - Lisbeth Cordani


Resistência em parque da zona oeste de São Paulo.
Lisbeth Cordani (São Paulo, SP)


Patriotismo
Gostaria de pedir patriotismo ao presidente Jair Bolsonaro para que ele explique por que o Fabrício Queiroz depositou R$ 89 mil na conta da primeira-dama.
Clarilton Ribas (Florianópolis, SC)

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.