Descrição de chapéu Eleições 2018

Programa de Marina Silva estreará horário eleitoral em rádio e TV

TSE definiu em sorteio ordem de rodízio entre candidatos; Alckmin lidera em tempo de exposição

Letícia Casado
Brasília

O TSE (Tribunal Superior Eleitoral) anunciou nesta quinta-feira (23) detalhes sobre a propaganda de rádio e TV para os candidatos à Presidência na eleição de outubro, incluindo a previsão para a distribuição do tempo na propaganda eleitoral gratuita.

A propaganda eleitoral em rádio e TV vai de 31 de agosto a 4 de outubro, mas os programas dos presidenciáveis serão transmitidos às terças, quintas e sábados. 

O primeiro programa dos candidatos a presidente vai ao ar dia 1º com o programa de Marina Silva (Rede).

Em seguida serão veiculados os programas de Cabo Daciolo (Patriota), Eymael (Democracia Cristã), Henrique Meirelles (MDB), Ciro Gomes (PDT), Guilherme Boulos (PSOL), Geraldo Alckmin (PSDB), Vera Lúcia (PSTU), Lula (PT), João Amoêdo (Novo), Álvaro Dias (Podemos), Jair Bolsonaro (PSL) e, por último, João Goulart Filho (PPL).

Essa ordem vai mudar a cada dia seguindo esta lista, que foi estabelecida por sorteio. Por exemplo, em 4 de setembro, quando será veiculado o segundo programa dos presidenciáveis, o horário eleitoral gratuito começará com Cabo Daciolo e Marina será a última a aparecer.

Todos os dias o último presidenciável a aparecer no programa terá nove segundos a mais. 

Isso se deve à sobra dos centésimos na grade de programação das redes. Assim, segundo o TSE, todos os partidos serão beneficiados. 

No total, 13 políticos pediram registro de candidatura para presidente da República.

O TSE anunciou o tempo previsto na divisão no horário eleitoral gratuito durante o primeiro turno. 

Cada presidenciável participará dos dois blocos diários de programa, que terão 12 minutos e 30 segundos cada.

No rádio, a propaganda vai de 7h a 7h12m30 e de 12h a 12h12m30.

Na TV, o horário eleitoral será de 13h a 13h12m30 e das 20h30 até 20h42m30.

Além de um tempo fixo na propaganda eleitoral, os candidatos também aparecerão em inserções de 30 segundos ao longo da programação das redes. O número dessas inserções varia. 

O cálculo considera os tamanhos das bancadas na Câmara dos Deputados. 

O TSE também sorteou seis inserções extras de 30 segundos. 

Divisão

Candidato (Coligação) Tempo Inserções
Geraldo Alckmin
(PSDB, PRB, PP, PTB, PR, PPS, DEM, PSD, SDD)
5 min 32 s 434
Lula
(PT, PC do B, PROS)
2 min 23 s 188
Henrique Meirelles  
(MDB, PHS)
1 min 55 s 151

Alvaro Dias
(PODE, PSC, PTC, PRP)

40 s 52
Ciro Gomes
(PDT, Avante)
38 s 50

Marina Silva
(REDE, PV)

21 s 28
Guilherme Boulos
(PSOL, PCB)
13 s 17
Eymael (DC) 8 s 11
Jair Bolsonaro (PSL, PRTB) 8 s 11
Cabo Daciolo (PATRI) 8 s 11
João Amoêdo (NOVO) 5 s 7
Vera Lúcia (PSTU) 5 s 7
João Goulart Filho (PPL) 5 s 7

Os candidatos Lula, Alvaro Dias, Ciro Gomes, Marina Silva, Eymael, João Amoêdo terão, além do estipulado, uma inserção extra de 30 segundos.

O tribunal frisou que esta divisão é uma estimativa porque ainda há situações a serem definidas. 

Por exemplo, o MDB de Meirelles contestou a coligação de Alckmin. Se o tribunal acolher o questionamento, a coligação será reduzida e, por consequência, diminuirá o tempo do tucano na propaganda partidária. 

A Justiça Eleitoral tem até 17 de setembro para julgar todos os pedidos de registro de candidatos que vão concorrer ao pleito de 2018.
 

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.