Candidato do MDB em João Pessoa distorce texto da Folha para se apresentar como favorito no 2º turno

Coluna assinada por pesquisadores da FGV Cepesp aponta para distuta acirrada na capital da Paraíba

Salvador

O candidato a prefeito de João Pessoa, Nilvan Ferreira (MDB), distorceu os dados de um texto publicado no site da Folha e na edição deste sábado (28) do jornal para se apresentar como favorito no segundo turno na capital paraibana em uma peça publicitária.

Em uma postagem feita em suas redes sociais, o candidato Nilvan Ferreira publicou um vídeo no qual um locutor afirma: “Deu na Folha de S. Paulo. João Pessoa vai ter virada”.

A postagem traz imagens de um texto da coluna Voto a Voto, parceria da Folha com o Centro de Política e Economia do Setor Público da Fundação Getúlio Vargas (FGV Cepesp).

O candidato à Prefeitura de João Pessoa Nilvan Ferreira em campanha - Divulgação/Facebook de Nilvan Ferreira

O texto publicado no jornal, contudo, não afirma em nenhum momento que houve ou haverá uma virada nas eleições na capital paraibana, onde Nilvan Ferreira (MDB) disputa o segundo turno com o ex-prefeito Cícero Lucena (PP).

Assinada pelos cientistas políticos Guilherme Russo, George Avelino e Jairo Pimentel, a coluna se debruça sobre as possibilidades de viradas nas eleições entre os resultados do primeiro e do segundo turno.

Os autores destacam a baixa probabilidade de viradas citando que, desde 1998, 75,5% das 208 eleições municipais de segundo turno no Brasil foram vencidas por quem terminou o primeiro turno à frente.

Ao falar de João Pessoa, o texto destaca a cidade como uma das que terão uma das disputas mais acirradas do país, comparando a probabilidade de vitória de qualquer um dos candidatos a uma espécie de cara ou coroa.

Procurado, o professor e coordenador do FGV Cepesp, George Avelino, destacou que o texto publicado não aponta quem vai vencer ou perder nas cidades, mostrando a maior ou menor probabilidade de acontecer uma virada entre o primeiro e o segundo turno.

“João Pessoa é justamente uma das eleições das quais a gente não pode falar nada. A probabilidade de vitória de cada um dos candidatos está em torno de 50%. Se me pedissem um palpite, eu jogaria uma moeda para o alto”, afirma.

Além de ter sido postada em redes sociais como o Instagram e Facebook, a Folha apurou que a peça publicitária com informações falsas também foi compartilhada em aplicativos de mensagens como WhatsApp e circulou por grupos de eleitores de João Pessoa.

A equipe de campanha de Nivan Ferreira enviou um release – texto distribuído para veículos de imprensa – com teor semelhante. Sites locais acabaram publicando a informação falsa na íntegra.

Procurada pela reportagem, a assessoria do candidato Nilvan Ferreira disse, em nota, que foi fidedigna à informação veiculada na Folha: "A matéria confirma a possibilidade de virada em João Pessoa".

As postagens nas redes sociais foram apagadas pelo candidato.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.