Publicitária nega que seja hipocondríaca, mas usa plano de saúde o tempo todo

Alérgica e com baixa imunidade, Shirlei da Silva tem medo de perder assistência médica

São Paulo

A publicitária Shirlei Aparecida Alves da Silva, 42, usa o convênio com bastante frequência, já que nunca toma qualquer medicação sem orientação médica. Por isso, seu maior medo é ficar desempregada e perder o plano de saúde. Leia, a seguir, o seu depoimento.

As pessoas falam que sou hipocondríaca, que crio doença, mas isso não é verdade. Eu sou alérgica e minha imunidade é muito baixa. 

Tenho rinite, sinusite, amidalite, otite. Agora, eu descobri que estou com gastrite, a cada hora aparece alguma coisa.

Não gosto de sentir dor, mas não tomo nada sem orientação médica. Então, quando estou mal, eu corro para o hospital.

Lá, me dão um remédio na veia que alivia muito mais do que se eu fizesse o tratamento em casa. E também me sinto mais segura, porque, se eu tiver um piripaque com a medicação, eles vão saber o que fazer comigo.

Se eu perdesse o plano de saúde, eu acho que morreria imediatamente, porque ia entrar em desespero por não ter para onde correr. Não me imagino desempregada, e isso é por causa do convênio.

A empresa na qual trabalho oferece o plano, mas tenho uma coparticipação. Pago 20% do valor da consulta ou da entrada no pronto-socorro.

É um pouco ruim, as despesas vêm descontadas no holerite de uma só vez. Mesmo assim, uso o convênio o tempo todo. Na hora, nem lembro que tem esse custo adicional, porque eu realmente preciso.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.