Descrição de chapéu Destinos

Fotolivro retrata dia a dia de Cuba para além do comunismo

Baiano Rodrigo Sombra registrou moradores da ilha entre 2014 e 2019

São Paulo

Os livros dos cubanos Leonardo Padura e Pedro Juan Gutiérrez atraíram o fotógrafo baiano Rodrigo Sombra, 33, para a ilha.

“Eu tinha uma ligação grande com o país por causa da literatura”, afirma ele.

Sombra fez quatro viagens ao país, entre 2014 e 2019, totalizando cinco meses de estadia. Desse período nasceu o ensaio “Noite Insular: Jardins Invisíveis”, que, em 2019, virou exposição e livro (editora Paper Journal, 48 págs., sem edição no Brasil).

São 30 imagens, feitas com câmera analógica. Elas retratam pessoas que o fotógrafo conheceu por lá. Os clichês da ilha não deram as caras.

“Sabia que não estava interessado na iconografia marxista e naquela coisa de uma Cuba cheia de carros antigos e charutos”, diz Sombra.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.