Descrição de chapéu Destinos

Patagônia chilena mostra sua beleza para quem se dispõe a rodar

Região tem deslocamentos longos e é raro ver casas ou pessoas pelo caminho

Mariana Goulart
Chile

No norte da Patagônia chilena, Puerto Chacabuco é uma cidade pertencente a Aysén, região com 4.800 rios, 2.000 lagos, 1.200 ilhas, 28 geleiras, um sem-fim de cascatas.

Lá, oculto entre montanhas e o porto do rio Aysén, está o hotel Loberias del Sur, que organiza passeios de carro de longos percursos.

O visitante passa horas e mais horas rodando pela Carretera Austral, que corta toda aquela natureza, com 1.240 km de extensão. Não há pessoas. Vez ou outra surgem no trajeto cabanas de madeira com telhado vermelho e chaminé.

No maior município da área, Coihaique, há 50 mil pessoas: a densidade populacional é de menos de um morador por quilômetro quadrado.

No primeiro dia, o destino é o Parque Nacional Queulat, a 198 km de Puerto Chacabuco. Com mais de 150 mil hectares, o lugar possui trilhas e bosque. Seu principal atrativo é o Ventisquero Colgante, glaciar suspenso, equilibrado no topo do Cerro Alto Nevado.

A segunda visita é ao Puerto Río Tranquilo, de onde partem barcos que levam às Capelas de Mármore. Até lá são quase 300 km percorridos em seis horas. A viagem é cansativa, e paradas são essenciais para que o viajante chegue ao destino com energia para encarar duas horas de navegação pelo lago General Carrera.

O Carrera, (compartilhado com a Argentina, lá se chama Buenos Aires) é o maior lago do Chile. Sua água transparente e turquesa e o vento gelado esculpiram um santuário de cavernas. Placas de pedra branca manchadas de preto por manganês flutuam. Os nativos enxergam mil formas naquelas esculturas naturais: elefante, múmia, cão, capela, tartaruga.

 

Na despedida, há churrasco de cordeiro no estilo patagônico (assado no chão), servido em uma cabana no parque Aikén del Sur, a menos de 20 minutos do hotel. Ufa. O único trajeto curto da viagem.


A repórter viajou a convite do hotel Loberias del Sur

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.