Artistas elegem seus destinos favoritos de verão

Seleção inclui cidades no Brasil e no exterior, desde a baiana Santo André até Mar del Plata, no litoral da Argentina

Iara Biderman
São Paulo

Atores, produtores e outros artistas contam suas memórias de viagens de verão. A cineasta Tata Amaral, por exemplo, relembra sua temporada nos rios e cachoeiras da Chapada Diamantina (BA).

Já o músico e produtor Léo Mancini tem uma conexão com Mar del Plata, no litoral argentino. São vários os atrativos da cidade, segundo ele: dias quentes e noites frescas, boa oferta de cervejas artesanais e programação cultural intensa durante a temporada.

João Marcelo Bôscoli, 49 
Produtor musical e autor de ‘Elis e Eu’

“Vou falar de um destino favorito que é também afetivo. Um dos lugares mais legais que visitei com minha mãe, Elis Regina, foi Pernambuco. 

Fomos a Olinda e lembro dela comprando uma renda de bilro e abraçando a artesã —a emoção das duas artistas se encontrando, se abraçando e chorando. 

Nessa viagem pude conhecer a arte popular nordestina, coisas lindas, que já valeriam qualquer viagem. 

 

Além dessas lembranças, não esqueço da delícia de andar pelas ruas da cidade, só olhando o casario e as paisagens, e das refeições: come-se muito bem em Olinda.”

Vinícius Piedade, 39
Ator e diretor da peça ‘Hamlet Cancelado’

Istambul (Turquia) é o melhor destino no verão e em qualquer estação do ano. 

Quem chega lá tem o baque de mergulhar em outro mundo e ao mesmo tempo reconhecer muito da cultura ocidental. O estreito de Bósforo divide a cidade em duas partes e traz refresco quando está muito quente. 

Atravessando o estreito, na parte asiática da cidade, há bares, restaurantes e clubes contemporâneos. 

É a perfeita mistura da ancestralidade do Império Otomano, com seus templos e palácios, e a modernidade da juventude, muito à frente de seu tempo.”

Patrícia Gasppar, 58
Atriz de ‘Castelo Rá-Tim-Bum’

“São Francisco Xavier, no interior de São Paulo (a 150 km da capital), é sensacional.
Você foge da loucura de estradas e praias lotadas. Eu amo praia, mas com a idade comecei a ser mais montanha. 

Principalmente no verão, a montanha te dá espaço e tempo para curtir os lugares. 

Cidade de São Francisco Xavier, em São Paulo
Cidade de São Francisco Xavier, em São Paulo - José Cardoso Neto/Divulgação

A cidade tem cachoeiras e trilhas, além de restaurantes de todos os estilos e nem tudo está gourmetizado. 

O sol da montanha é uma delícia, e para qualquer lugar que se olhe há uma bela vista. Você pode chegar e fazer nada. Assim, já está praticando a tranquilidade.”

Marcel Steiner, 38
Designer de interiores

Para mim, o Rio continua sendo o grande destino de verão. 

Sempre é bom, sempre tem novidade —um bar novo, um passeio diferente— e é lindo.

Eu gosto de lugares que juntam o melhor da praia com o melhor da cidade, com muitas opções para sair à noite e ver gente, e o Rio é tudo isso.”

Thiago Soares, 38
Bailarino do Royal Ballet de Londres

“O melhor destino quando quero um verão bem-comportado é Mônaco

É tudo organizado, até demais, mas também dá muita segurança para o turista. 

Vista do hotel Hermitage, em Mônaco
Vista do hotel Hermitage, em Mônaco - Divulgação

Um lugar para passar o dia todo de chinelo, comer peixe fresco e andar de barco pela Côte d’Azur (sul da França).

Mas como sou carioca, não escapo do clichê: amo o Rio, no verão ou em qualquer outra estação. A mistura de cidade grande com areia branca é imbatível.”

Benjamin Seroussi, 39
Curador de arte e diretor-executivo da Casa do Povo, em São Paulo

“O melhor destino de verão é a Bahia, sem dúvida. Deve ter algo debaixo da terra baiana que cria uma energia especial. 

Eu tenho passado o verão em Santo André (Santa Cruz Cabrália). Tem história (é a costa do Descobrimento ou, melhor, "costa da invasão"), fica entre o brejo, o rio e o oceano, e ainda não foi tão ocupada pelo turismo, diferentemente de outros lugares próximos. 

Há um mangue gigantesco, em Belmonte, que o visitante pode atravessar por meio de túneis formados por árvores, até desembocar na areia.”

Léo Mancini, 44
Músico e produtor

“Mar del Plata é a cidade da minha família na Argentina e um ótimo destino de verão. 

Durante o dia faz até 33°C e dá para pegar praia, mesmo com a água fria.

À noite, o clima fica mais fresco e dá para tomar um vinho tranquilamente. 

Ou uma cerveja: como a água da região é muito boa, ela tornou-se a capital argentina das cervejarias artesanais. As massas e as carnes também são excelentes.

Entardecer em Mar del Plata, na Argentina
Entardecer em Mar del Plata, na Argentina - cko32/Stock.Adobe

Ainda dá para passear por praias próximas ou agendar uma visita com degustação a uma vinícola local. 

A programação cultural é intensa no verão, com várias peças e musicais em cartaz.

Outro destino ótimo é Visconde de Mauá, no Rio de Janeiro, e as vilas vizinhas, Maringá e Maromba. Tem muita natureza e dá para fazer trekking, canoagem, ir a cachoeiras e ainda comer bem, já que a região é polo gastronômico.”

Tata Amaral, 59
Diretora do filme ‘Sequestro Relâmpago’

“Passei um verão maravilhoso na Chapada Diamantina, na Bahia, aproveitando os rios mansos e as cachoeiras. 

Dava para caminhar pelo leito dos rios. Quando fui, estava perfeito: pouca chuva e muita água doce para nadar.

Na sequência fui para a Ilha de Boipeba, também na Bahia, outra maravilha. 

É um lugar sem carros, e isso muda tudo. É só entrar no mar sem onda e ficar boiando indefinidamente. Ou ficar olhando os peixinhos.”
 

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.