Saltar para o conteúdo principal Saltar para o menu

Leia exemplos de gritos de guerra e cartazes das manifestações pelo país

Publicidade

As manifestações desta segunda-feira (17) em diferentes cidades do país trouxeram gritos de guerra e cartazes especialmente contrários aos políticos e às obras da Copa do Mundo. Mas também houve citações ao Carnaval de Salvador, ao atacante Neymar e à hidrelétrica de Belo Monte.

Abaixo, alguns exemplos:

GRITOS DE GUERRA

"Não é Carnaval, é Salvador caindo na real" (Salvador)

"A, e, i, a Dilma vai cair" (Curitiba)

"Ei, Richa, abaixe a tarifa" (Curitiba)

"Acabou o amor, isso aqui vai virar a Turquia" (Porto Alegre e Juiz de Fora)

"São Paulo é meu amigo, estamos juntos contra o mesmo inimigo" (Porto Alegre)

"O povo unido protesta sem partido" (Porto Alegre)

"O povo acordou, o povo decidiu: parem a roubalheira ou paramos o Brasil" (Londrina)

"Ei, polícia, tá de parabéns" (Salvador)

"Boi, boi, boi, boi da cara preta, se aumentarem a passagem, vou pular a roleta" (Salvador)

"Da Copa abrimos mão, queremos dinheiro para saúde e educação'' (Fortaleza e Juiz de Fora)

"O povo acordou, o povo decidiu, ou para a roubalheira ou paramos o Brasil (Juiz de Fora)

"Brasil, vamos acordar, o professor vale mais do que o Neymar"

CARTAZES

"Era uma casa muito engraçada, não tinha escola, só tinha estádio" (Salvador)

"Governo Dilma: 39 ministérios; haja teta para mamar" (Curitiba)

"Isso aqui não é Turquia e nem Grécia, o Brasil saindo na inércia" (Curitiba)

"Cartão vermelho para os cartolas da Copa" (Curitiba)

"Minha Casa, Minha Vergonha" (Belém)

"Nenhum partidos nos representa" (Belém)

"2013, 1964, qualquer semelhança é mera coincidência" (Belém)

"Belo Monte com meu dinheiro não" (Belém)

"Primavera brasileira" (Porto Alegre)

"Quando seu filho ficar doente, leve-o a um estádio" (Porto Alegre)

"Diminua a passagem e mande a conta para a Fifa" (Porto Alegre)

"Se você não lutar por uma solução, você é parte do problema" (Maceió)

"O futuro da nação contra o aumento do busão" (Maceió)

"Na verdade a ditadura nunca acabou. Acorda, Brasil" (Santos)

"Era um país muito engraçado, não tinha escola, só tinha estádio" (Bauru)

"Dilmão da Bahia, a Fifa não me representa!" (Salvador)

"Não é Dilma, não é Lula, são todos os políticos" (Salvador)

"Era uma casa muito engraçada, não tinha escola, só tinha estádio" (Salvador)

"Protesto não é crime" (Juiz de Fora)

"Você do outro lado também é explorado" (Juiz de Fora)

"Saímos do Facebook" (Juiz de Fora)

Livraria da Folha

Publicidade
Publicidade

Siga a folha

Envie sua notícia

Publicidade

+ Livraria

Livraria da Folha

Publicidade
Publicidade

Folha Shop

Fogão Fogão De diversas marcas a partir de R$ 358,20

Notebook Notebook Windows 8, LED, Intel" Core a partir de R$ 799,00

Home Theater | Tênis | Mais...

Voltar ao topo da página