Saltar para o conteúdo principal Saltar para o menu

Índio resiste à retirada de PMs e sobe em árvore no Rio

Publicidade

Bombeiros estão tentando retirar com uma escada magirus um índio que subiu nesta segunda-feira (16) em uma árvore próxima ao antigo Museu do Índio, no entorno do estádio Maracanã, na zona norte do Rio de Janeiro.

O índigena Urutal, da tribo Guajajara, resiste à ordem de desocupação da Polícia Militar, que desde às 6h tenta retirar sem documento oficial cerca de 40 pessoas, entre elas índios, que ocuparam o antigo Ministério da Agricultura, um prédio que fica nos fundos do ex-Museu do Índio, que foi palco de uma desocupação violenta em março deste ano.

De acordo com o titular da 18ª Delegacia de Polícia, Robson Dartagnan, a ordem de desocupação oficial estaria sendo aguardada na delegacia.

Um forte aparato policial foi montado no local, com 150 policiais militares e do batalhão de choque, causando problemas no tráfego do local.

Das 40 pessoas envolvidas no protesto, 15 resistiram à ação da polícia e foram detidos. Entre elas haviam dois índios. Todos foram levados para a 18º Delegacia Policial, na Praça da Bandeira. Um dos manifestantes foi detido sob suspeita de portar documentos e materiais de funcionários da Odebrecht.

Os manifestantes que não foram detidos continuam a manifestação no local.

Em março deste ano, os indígenas que ocupavam o prédio desde 2006 foram retirados com forte aparato policial, gás lacrimogêneo e balas de borracha. O local
ficou conhecido como "Aldeia Maracanã".

Inicialmente, o prédio seria demolido para a construção de um estacionamento e de um shopping que faziam parte do projeto do novo Maracanã.

Dedicado à causa indígena desde 1865, apesar de mais de 20 anos abandonado pelo governo, o prédio do antigo Museu do Índio, ao lado do estádio do Maracanã, seria transformado em um memorial olímpico - como anunciou o governador do Rio, Sérgio Cabral (PMDB) em fevereiro.

Meses depois, no entanto, Cabral voltou atrás e desistiu da ideia. Na ocasião, pediu que fizessem um estudo para que no museu fossem realizadas atividades indígenas.

O governador afirma que só serão demolidos os quatro prédios do antigo Ministério da Agricultura para a construção do Museu do Futebol - que deve ficar pronto apenas para as Olimpíadas de 2016.

Diana Brito /Folhapress
Índio protesta em cima de árvore do antigo Museu do Índio, no Maracanã; Corpo de Bombeiros utiliza escapada para tentar negociar a saída dele
Índio protesta em cima de árvore do antigo museu; Corpo de Bombeiros utiliza escada para tentar negociar a saída dele

Livraria da Folha

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Siga a folha

Envie sua notícia

Publicidade

+ Livraria

Livraria da Folha

Manual Antidrogas
Manual Antidrogas
Gustavo Teixeira
De:
Por:
Comprar
Cidadania Insurgente
Cidadania Insurgente
James Holston
De:
Por:
Comprar
A Maldade Humana: Como Detonar uma Pessoa no Facebook
A Maldade Humana: Como Detonar uma Pessoa no Facebook
Beatriz Breves e Virgínia Sampaio
De:
Por:
Comprar
Adeus, Aposentadoria
Adeus, Aposentadoria
Gustavo Cerbasi
De:
Por:
Comprar
Publicidade
Publicidade

Folha Shop

Geladeiras Geladeiras Frost Free, Duplex, a partir de R$ 862,20

TV TV LED, 3D, FULL HD e Smart a partir de R$ 399,90

Home Theater | Tênis | Mais...

Voltar ao topo da página