Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 

Jogos PanAmericanos 2011

História

Caracas - 1983

Jorge Araújo/ Folha Imagem

Ricardo Prado conseguiu quatro medalhas nos Jogos de 1983, em Caracas, Venezuela. Duas de ouro e duas de prata.
Ricardo Prado conseguiu quatro medalhas nos Jogos de 1983, em Caracas, Venezuela. Duas de ouro e duas de prata.
Medalhas
       
Estados UnidosEstados Unidos 148 101 53
CubaCuba 78 51 45
CanadáCanadá 22 42 55
BrasilVenezuela 14 25 37
BrasilBrasil 14 20 23

Em casa, Venezuela surpreende e brilha

O "fator casa" ficou evidente no Pan-Americano de 1983. Longe de figurar como uma das forças esportivas do continente, a Venezuela alcançou um desempenho surpreendente e terminou na quarta posição, atrás apenas das potências Estados Unidos, Cuba e Canadá. Os Jogos de Caracas também foram marcados pelos casos de doping. Dezessete competidores tiveram resultado positivo, além de 12 atletas da equipe norte-americana de atletismo que abandonaram a competição por "motivos pessoais" na última hora, o que levantou grandes suspeitas sobre eles.


Pôster dos Jogos Panamericanos de Caracas - 1983

Brasil


Na capital venezuelana, a equipe brasileira superou o desempenho obtido em casa, no Pan de São Paulo-1963, e atingiu um novo recorde de pódios: 56. O Brasil também subiu uma posição na classificação final em relação ao Pan de 1979 e terminou em quarto, à frente da Argentina. Teve como grande destaque o nadador Ricardo Prado, que faturou duas medalhas de ouro e duas de prata na Venezuela.

Curiosidades

O ginasta cubano Casimiro Suárez conquistou seis medalhas de ouro na capital venezuelana. Ele foi ouro por equipes, individual, solo, salto sobre o cavalo, argolas, barra fixa e barras paralelas.

Os Jogos de Caracas contaram com a participação de 3.426 atletas, representando 36 países. Os EUA lideraram o quadro de medalhas, com 302 (148 de ouro, 101 de prata e 53 de bronze), à frente de Cuba e Canadá.

O judô foi o esporte que mais medalhas garantiu ao Brasil em Caracas. Foram 11 no total, mas nenhuma de ouro (5 de prata e 6 de bronze), superando o atletismo, que obteve dez (4 de ouro, 3 de prata e 3 de bronze).

Cuba faturou o ouro em oito das 12 categorias do boxe. Um dos que quebrou a hegemonia cubana foi o norte-americano Pernell Whitaker, futuro campeão mundial como profissional, que ganhou entre os leves (até 60 kg).

Em Caracas, a Odepa (Organização Desportiva Pan-Americana) incluiu, pela primeira vez, no programa dos Jogos a disputa feminina do judô e do remo, e o tênis de mesa. Já o sambo foi disputado pela última vez na competição.

Publicidade

Publicidade

Publicidade


 

Voltar ao topo da página