Saltar para o conteúdo principal Saltar para o menu

Morre o jornalista Luiz Paulo Horta, membro da Academia Brasileira de Letras

Publicidade

Morreu na madrugada deste sábado (3) o jornalista e membro da Academia Brasileira de Letras (ABL) Luiz Paulo Horta, 69, após sofrer um infarto fulminante em casa, no bairro de Botafogo, zona sul do Rio. A informação foi confirmada à Folha pela assessoria de imprensa da ABL.

Horta era escritor, teólogo e crítico de música clássica do jornal "O Globo". Ocupava a cadeira 23, a mesma de Machado de Assis, desde agosto de 2008, sucedendo a Zélia Gattai.

A morte súbita do acadêmico pegou de surpresa seu colegas de ABL. "Recebi um e-mail dele ontem, ele estava muito feliz porque estava programando para o dia 14 de agosto sua festa de 70 anos, que seria celebrada com uma missa na PUC", disse o imortal Antonio Carlos Secchin. "Ele era duplamente novo, em termos de idade, em relação à média da Academia, e por estar há pouco tempo lá. Era muito querido por todos."

TV Brasil/Creative Commons
O jornalista Luiz Paulo Horta
O jornalista Luiz Paulo Horta

"Quando um acadêmico ilustre me confirmou, eu não acreditei. Foi uma grande tristeza, uma grande perda", disse a escritora Nélida Piñon. "Era um companheiro formidável, um homem generoso e muito culto. Era um grande crítico musical, Villa-Lobos era sua grande paixão. Era também um teólogo que dominava o sentido transcendente e vital das religiões, discorria sobre literatura em vários aspectos. Era um coração amável, uma grande perda para a academia e para a cultura brasileira."

Carioca, Horta foi o primeiro crítico de música a fazer parte da ABL, ineditismo que ressaltou em seu discurso de posse, no qual disse que sua eleição satisfazia um desejo de Manuel Bandeira --este afirmara, em crônica de 1969, que "estava na hora de termos, na Academia, um representante da música".

"Que eu tenha sido o primeiro a ser chamado para representar a música na vossa egrégia assembleia é fato que me enche de alegria e de um sentimento de responsabilidade quase esmagador", disse Horta na ocasião.

No mesmo discurso, citou "outra paixão da minha vida", o jornalismo, no qual se iniciou em 1963, no jornal "Correio da Manhã", após abandonar a faculdade de direito na PUC-RJ. Trabalhou ainda no "Jornal do Brasil" entre 1964 e 1990, a partir de quando se transferiu para "O Globo".

"Acho que conheci todos os aspectos da profissão, e aprendi a amar esse trabalho tantas vezes áspero, onde pode haver deslizes, claro, mas onde somos chamados permanentemente a um exercício de objetividade. Os filósofos discutem sobre o que é a verdade. No jornalismo, temos de decidir sobre isso todos os dias, se queremos prestar um bom serviço."

O jornalista também dirigiu, em 2000 e 2001, um grupo de estudos bíblicos no Centro Loyola da PUC-RJ, além de ter sido membro da Comissão Cultural da Arquidiocese do Rio de Janeiro. Em 2010, recebeu a Medalha do Inconfidente do Governo de Minas Gerais.

"Além de especialista em teologia, ele era um dos maiores conhecedores de música erudita do país, sempre com uma visão crítica e generosa", disse Secchin. "Mas a cultura dele não se restringia à música clássica. Nas reuniões da academia, demonstrava muito conhecimento sobre filosofia, literatura, sociologia, sempre participava com muita presença."

O velório do jornalista está marcado para as 15h deste sábado na ABL. O enterro será entre 10h e 11h de domingo (4) no mausoléu da Academia Brasileira de Letras, no Cemitério São João Batista, em Botafogo, zona sul do Rio.

Livraria da Folha

Publicidade
Publicidade

Top of Mind

Siga a folha

Publicidade 300 Ofertas 50% OFF

Envie sua notícia

Publicidade

+ Livraria

Livraria da Folha

Chacrinha: A Biografia
Denilson Monteiro e Eduardo Nasife
De:
Por:
Comprar
Vale Tudo
Nelson Motta
De:
Por:
Comprar
Box - As Eras
Eric Hobsbawm
De:
Por:
Comprar
Put Some Farofa
Gregorio Duvivier
De:
Por:
Comprar
Publicidade
Publicidade

Folha Shop

Geladeiras Geladeiras Frost Free, Duplex, a partir de R$ 862,20

Notebook Notebook Trabalhe, estude, jogue, a partir de R$ 769,00

Celulares | Tênis | Mais...

Voltar ao topo da página