Saltar para o conteúdo principal Saltar para o menu

Lobão diz que espionagem é "lamentável" e que reforçará proteção de dados de ministério

Publicidade

O ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, considerou "lastimável" o novo episódio de espionagem denunciado ontem de que a inteligência canadense teria tido acesso a telefonemas e emails da pasta.

Em nota divulgada à imprensa, ele disse que irá determinar "rigorosa avaliação e reforço" dos sistemas de proteção de dados do ministério, assim como a análise do que possa ter sido objeto de espionagem.

Reportagem do programa "Fantástico", da TV Globo, exibiu uma apresentação sobre uma ferramenta da Agência Canadense de Segurança de Comunicação (CSEC, na sigla em inglês) feita durante um encontro de analistas de espionagem de cinco países (EUA, Reino Unido, Canadá, Austrália e Nova Zelândia) em junho de 2012. O caso do mapeamento sobre o ministério foi usado como exemplo da aplicação da ferramenta.

O documento foi obtido pelo ex-técnico da americana NSA (Agência de Segurança Nacional) Edward Snowden, que revelou um amplo esquema de espionagem dos EUA neste ano. Snowden, que hoje está asilado na Rússia, esteve no encontro de 2012 e entregou os papeis revelados ontem ao jornalista americano Glenn Greenwald em Hong Kong em maio.

Pedro Ladeira/Folhapress
O ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, disse que vai reforçar segurança das informações da pasta contra espionagem estrangeira
O ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, disse que vai reforçar segurança das informações da pasta contra espionagem

LASTIMÁVEL

"É lastimável que isso tenha acontecido e que continue se passando. O país está tomando as providências", disse nesta nesta segunda-feira (7) o ministro.

"O nosso sistema é bom e confiável, mas temos de melhorá-lo ainda mais para que evitar bisbilhoteiros continuem mexendo", afirmou ainda Lobão.

Questionado por jornalistas, o ministro evitou comentar quais motivos teriam motivado a espionagem. "Isso está sendo avaliado, há um processo de exame da situação, para ver qual é a profundidade", concluiu.

Também não disse qual pode ser a perda financeira desses acessos para o país e empresas brasileiras.

Ao "Fantástico", o ministro afirmou que o Canadá tem "interesse no Brasil, sobretudo nesse setor mineral". "Há muitas empresas canadenses que manifestam interesse no país. Se daí vai o interesse em espionagem pra servir empresarialmente a determinados grupos, eu não posso dizer", afirmou. Uma das preocupações é a comunicação do MME com a Agência Nacional do Petróleo, responsável pelos leilões para exploração de petróleo no país.

Livraria da Folha

Publicidade
Publicidade
Publicidade

mundialíssimo

Envie sua notícia

Siga a folha

Serviços

Publicidade
Publicidade Breaking Bad

+ Livraria

Livraria da Folha

A História Secreta dos Papas
Brenda Ralph Lewis
De:
Por:
Comprar
A História do Século XX pelas Descobertas da Medicina
Stefan Cunha Ujvari e Tarso Adoni
De:
Por:
Comprar
Maonomics
Loretta Napoleoni
De:
Por:
Comprar
Publicidade
Publicidade

Folha Shop

Geladeiras Geladeiras Frost Free, Duplex, a partir de R$ 862,20

Notebook Notebook Trabalhe, estude, jogue, a partir de R$ 769,00

Celulares | Tênis | Mais...

Voltar ao topo da página