Prefeitura de SP anuncia as 8 primeiras pontes que vão ser vistoriadas, veja a lista

Estruturas passaram por estudos prévios e vão ser analisadas por empresas com contrato emergencial

Mariana Zylberkan
São Paulo

O prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), anunciou nesta terça-feira (15) as primeiras oito pontes que vão receber a chamada vistoria estrutural, técnica mais completa para detectar problemas nas estruturas viárias que podem passar despercebidas pelo atual método de vistoria. 

As empresas devem assinar contrato até a próxima segunda-feira (21) e vão ter quatro meses para entregar o estudo detalhado de cada estrutura.

O contrato emergencial para a prestação desse serviço foi liberado após a gestão Covas apresentar ao TCM (Tribunal de Contas do Município) um estudo preliminar de 11 das 73 pontes e viadutos que devem passar pela mesma vistoria detalhada. 

Das 11 estruturas estudadas neste primeiro momento, oito apresentaram características que foram entendidas pelo TCM como demandantes de um contrato emergencial. "Até o final de fevereiro vamos refazer a vistoria das 73 pontes e viadutos que constam no TAC (Termo de Ajustamento de Conduta) do Ministério Público", disse o prefeito. 

Há mais de dez anos, o Ministério Público cobra da Prefeitura de São Paulo maior rigor na manutenção dessas construções.

Um TAC firmado em 2007, na gestão Gilberto Kassab (PSD), obrigou o município a criar um programa de manutenção para pontes, viadutos, galerias e túneis.

Como o TAC não foi cumprido, a prefeitura tenta, agora, reverter na Justiça a aplicação de multa de R$ 34 milhões.

A vistoria de pontes e viadutos se tornou prioritária na atual gestão após um viaduto ceder na marginal Pinheiros próximo ao parque Villa-Lobos, em 15 de novembro de 2018. 

Em documento enviado ao TCM para embasar a necessidade de um contrato emergencial para realizar as vistorias, a gestão Covas admite desconhecer a real condição de uso das 185 pontes e viadutos da cidade e, por isso, definiu como urgente a realização de inspeção detalhada dessas estruturas. 

Nesta terça (15), a secretaria de Obras, responsável pela recuperação do viaduto, aplicou concreto na viga que se rompeu e fez a construção ceder, causando um degrau de cerca de dois metros. Covas estipulou para 15 de maio a conclusão das obras. 

Veja a lista dos oito viadutos que vão ser vistoriados nas próximas semanas:

Ponte da Casa Verde
Ponte Jânio Quadros
Ponte das Bandeiras
Ponte da Freguesia do Ó
Ponte Cruzeiro do Sul
Ponte Tatuapé
Ponte Dutra (acesso via expressa)
Ponte Dutra (acesso marginal)

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.