Ambev inova em aceleração de startups e ganha desafio de dar escala às soluções

Empresa investe R$ 1 milhão para acelerar 11 iniciativas e levará uma delas a evento do Pacto Global em Nova York

Cristiano Cipriano Pombo
São Paulo

“Eu compartilho com todos vocês um sonho. E eu vou lutar por ele, porque a minha família é do campo, e eu amo o campo.”

Assim, com voz embargada, Juliane Blainski, que com duas amigas criou a startup Maneje Bem em Florianópolis (SC), encerrou sua apresentação diante de um júri composto por especialistas, investidores, acadêmicos e gestores de mercado, em evento promovido pela Cervejaria Ambev.

Juliane Blainski, da Maneje Bem, que venceu disputa promovida pela Ambev
Juliane Blainski, da Maneje Bem, que venceu disputa promovida pela Ambev - Divulgação

Batizado como Demo Day, o evento em São Paulo marcou o ápice de quase um ano de trabalhos na cervejaria, que englobou o investimento de R$ 1 milhão, a criação da Aceleradora100+ e a busca por soluções para questões socioambientais.

Estão abertas as inscrições no Prêmio Empreendedor Social 2019! Inscreva-se

Ao todo 600 projetos se inscreveram para o programa da Ambev, sendo 400 deles no Brasil. A Aceleradora100+ selecionou no Brasil 21 iniciativas, que trabalham com gestão de água, agricultura sustentável, embalagem circular e mudanças climáticas e que passaram por mentorias, consultorias e estruturação do modelo de negócio.

Assim, após o vice-presidente da Ambev, Rodrigo Figueiredo, abrir o evento e afirmar que gostaria de ver outras empresas seguindo o exemplo e investindo em ideias e iniciativas que ajudem a alcançar os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável da ONU, 11 startups finalistas desfilaram suas soluções.

Rodrigo Figueiredo, vice-presidente da Cervejaria Ambev, durante a abertura do Demo Day
Rodrigo Figueiredo, vice-presidente da Cervejaria Ambev, durante a abertura do Demo Day - Divulgação

O discurso e a camisa de Figueiredo, que trazia a inscrição “Você tem uma ideia que pode mudar o mundo?”, motivaram todos a encamparem o sonho da Ambev, de “unir as pessoas por um mundo melhor”. Mas Juliane foi quem mais encantou o júri.

Estão abertas as inscrições no Prêmio Empreendedor Social de Futuro 2019! Inscreva-se 

Com uma ferramenta —similar a uma rede social— que oferece assistência técnica a agricultores familiares e com o objetivo de ajudar 200 mil deles até 2030 a aumentar a produtividade e a qualidade dos alimentos que cultivam, a Maneje Bem propõe agendamento de visitas técnicas, chat, entre outras facilidades, que ajudam o trabalho na terra e quem trabalha com a terra. 

Como prêmio, a startup, fundada por Juliane Blainski, Juliana Mattana e Caroline Luiz Pimenta, ganhou R$ 25 mil e irá se apresentar em evento do Pacto Global em Nova York, quando discutirá os ODSs no Brasil.

Sócias da Maneje Bem, que venceram concurso de startup promovido pela Cervejaria Ambev
Sócias da Maneje Bem, que venceram concurso de startup promovido pela Cervejaria Ambev - Divulgação

O segundo lugar no Demo Day ficou com a Deink, que apresentou uma solução para a remoção de tintas de embalagens plásticas —o que garante a volta do material plástico à cadeia produtiva e seu reaproveitamento.

Estão abertas as inscrições no Troféu Grão 2019! Inscreva-se  ​ ​

Uma das vantagens de acelerar as startups e colocar funcionários para trabalhar com os empreendedores é que a Ambev pôde já iniciar parceiras ou fechar contratos com alguns deles, como no caso da Ekonowater (que propõe reutiliza água da chuva, de lavatórios e chuveiros para utilização em vaso sanitário) e da Green Mining (que desenvolveu um sistema de otimização de hub para coleta de vidro).

E, agora que encerrou essa edição do projeto e mostrou um caminho para outras empresas, caberá a Ambev, mais do que avalizar, dar escala às soluções apresentadas.

 
Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.